Tags:, , , ,

Salvador: Cidade 24 horas

- 10 de agosto de 2015

Com transporte público 24 horas, Salvador tenta investir na comodidade da população

Thor Araújo Medrado | Foto destaque: Thor Medrado

A mobilidade urbana é um dos fatores que mais afeta a vida das cidades na atualidade. Quaisquer inovações e melhorias no setor são consideradas, geralmente, bem-vindas, até pela precariedade que é comum a este serviço. Desta forma, a oferta de transporte rodoviário coletivo em Salvador durante 24 horas deve impactar positivamente as atividades da população, que pode usufruir do seu direito de ir e vir, caracterizado como um elemento importante na consolidação da cidadania.

Desde o dia 11 de julho, o transporte público tem atendido à população de Salvador no período da madrugada também. Chamada de “Corujão Salvador”, a operação movimenta 15 linhas que cortam basicamente toda a cidade, com itinerários entre 20 e 60 minutos. Os ônibus rodam entre 0H e 4H.

Ônibus da Salvador Norte na região do Campo Grande | Foto: Thor Medrado

O primeiro final de semana da operação foi considerado positivo pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Cerca de duas mil pessoas utilizaram o serviço nas madrugadas de sábado, domingo e segunda-feira. Segundo a Prefeitura, o transporte noturno atinge uma camada excluída da população soteropolitana e estimula a vida noturna em Salvador. Confira o vídeo com algumas informações.

Aqui, uma tabela com as informações das linhas, na íntegra.

São 15 rotas iniciais nesse projeto | Arte: Thor Medrado

Integrando a cidade

Com saída na Lapa, as linhas exclusivas cortam Salvador ainda modestamente. As principais áreas da cidade atendidas são onde se encontra maior parcela da população que não possui carro. A passagem custa R$3,00, e pelo aplicativo CittaMobi é possível se informar do itinerário da linha e localização dos ônibus em tempo real.

Todas essas medidas são atrativas para que as pessoas utilizem mais o transporte público da cidade. Até porque é possível, apenas para citar alguns exemplos, beber sem se preocupar com a Lei Seca, voltar do trabalho tarde ou se locomover com mais liberdade na cidade.

O aplicativo é gratuito | Fonte: Play Store

Leia Mais:

As linhas de ônibus de Salvador na palma da mão   

 

Cidade 24 horas

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes) já iniciou algumas ações que visam a transformação do Centro Histórico, implantando estruturas que funcionem  24 horas. Além disso, aproveitando a vocação de cada região, pretende estimular a abertura de empreendimentos que proporcionariam vários tipos de serviços, não apenas espaços de eventos e shows, mas empresas com atividade durante a madrugada, com a infraestrutura urbana necessária à comodidade e atendimento da população.

No dia 30 de julho, o prefeito ACM Neto delineou o projeto Pelourinho Dia e Noite, cuja marca foi reposicionada como uma estratégia de ação integrada, que, entre outros objetivos, busca melhorar a infraestrutura de Salvador. O conceito funcional de Cidade 24h que a Prefeitura pretende implantar em Salvador baseia-se no que já existe em grandes cidades da Europa e, guardadas as proporções, também no Nordeste, em Recife, com o projeto Porto Digital

[slideshow_deploy id=’26493′]

 

Transporte noturno e a cidade  

Considerando o funcionamento atual da cidade de Salvador e o que se pretende implantar, com as mais diferentes atividades exercidas pela população, há de se garantir transporte de melhor qualidade, e ao longo de todo o dia, também. Um sistema de transportes urbano público, que funcione 24 horas, traz benefícios diretos aos cidadãos, que contam com melhorias na qualidade de vida urbana decorrentes da ampliação de atividades e do acesso facilitado a qualquer hora do dia.

Sabe-se que o planejamento adequado de um sistema de transporte coletivo efetivamente democrático deve alcançar diferentes áreas da cidade, buscando servir todos seus habitantes, tendo em vista ser essencial para proporcionar melhor e mais igualitário acesso às funções diárias, como estudo e trabalho, às eventuais necessidades emergenciais e aos mais diversos serviços. Neste sentido, a vereadora Vânia Galvão, reiterou a cobrança do Plano de Mobilidade ao prefeito ACM Neto. “Já estamos quase no final do terceiro ano do mandato e até agora, nós, legisladores, e toda a população de Salvador não conhecemos o planejamento do Executivo Municipal para o setor”, frisou Vânia, em pronunciamento na Câmara, no último dia 29 de julho.

Acredita-se que o transporte no período noturno é um importante fator de impulsão para tornar a cidade mais viva, iluminada e convidativa, diminuindo a sensação de insegurança que enfrentamos ao ingressar em espaços esvaziados, sem as dinâmicas estabelecidas durante o dia. Este é, inclusive, um ponto destacado como preocupação pelos usuários dos serviços de transporte noturno.

O fluxo noturno ainda é muito baixo como podemos ver nas fotos da Pituba e Rio Vermelho, respectivamente. | Fotos: Thor Medrado

Considerando o que afirma Jane Jacobs, em seu livro Morte e Vida de Grandes Cidades, publicado em 1961 – “é uma coisa que todos já sabem: uma rua movimentada consegue garantir a segurança; (…) O requisito básico da vigilância é um número substancial de estabelecimentos e outros locais públicos dispostos ao longo das calçadas do distrito; deve haver entre eles sobretudo estabelecimentos e espaços públicos que sejam utilizados de noite” – as expectativas são de superação da insegurança a partir de um aumento do movimento e da presença de policiamento nas ruas e estações de ônibus, também 24 horas.

Assim, as atividades de lazer, como cinemas, teatros, bares e casas noturnas, seriam beneficiadas, facilitando a aproximação de novos frequentadores e oferecendo alternativas viáveis ao uso do automóvel individual, para aqueles que têm a oportunidade de possuí-lo, e que devem respeitar a Lei Seca. Não há dúvidas de que, acompanhada de outras mudanças necessárias, como substituição de frotas antigas, maior pontualidade e serviço mais frequente, a ampliação do horário de circulação do transporte proporciona novas maneiras de articular a vida noturna na cidade.

O que mudou

Eles disseram sim: os dez anos da legalização das uniões homoafetivas

Número de casamentos na Bahia cresce 228% desde o reconhecimento pelo STF; casais contam suas histórias e avaliam o que mudou e o que ainda pode melhorar Duas pessoas se conhecem, se apaixonam, passam por namoro e noivado até decidirem casar de papel passado. O que pode parecer apenas o caminho natural, por muito tempo […]

Gabriel Amorim, Gabriel Bastos e Luciana Freire - 2 de junho de 2021

É possível ser pirata em paz?

Discutindo a pirataria no Brasil

Em 1975, Rita Lee disse que não, não era possível ser pirata em paz. Em 2021, a discussão segue por outros caminhos: a pirataria digital é um assunto que gera debates cada vez mais acalorados — e nem mesmo a lei brasileira sabe ao certo onde está no assunto. Você não roubaria um carro. Você […]

Alan Barbosa, Bruno Santana e Ícaro Lima - 2 de junho de 2021

Estudantes em ensino remoto

Cyberbullying é potencializado na quarentena

Principal modo de ofensa entre estudantes em ensino remoto durante a pandemia, cyberbullying pode deixar sequelas em crianças e adolescentes Foi um mal entendido entre as colegas Bianca Souza* e Tereza Oliveira*, então estudantes do 8º ano do ensino fundamental,  que desencadeou uma série de agressões verbais. As estudantes se desentenderam na criação de um […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 2 de junho de 2021

Ansiedade

Transtorno em crianças não é 'falta de tapa'

Condição é uma das mais frequentes nesta faixa etária, e tem a família como base importante para reverter quadro As mãos suam, os batimentos cardíacos se aceleram e até respirar se torna um grande sacrifício. É como se o corpo estivesse totalmente fora do controle e aqueles minutos de mãos suadas e trêmulas parecem eternos. […]

Carlos Bahia Filho e Maria Luiza Vieira - 2 de junho de 2021

Pandemia levada a sério

Impactos de mais de um ano em isolamento social

Os efeitos do isolamento social e da pandemia em si ainda estão sendo estudados de forma preliminar pelos pesquisadores e estudiosos.  Estamos em Junho de 2021. Há exato um ano, dois meses e 11 dias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia declarado a pandemia da Covid-19. Naquele momento, quem poderia imaginar que estaríamos, ainda […]

Carla Galante e Yasmin Cade - 1 de junho de 2021

“Disse que estava se masturbando enquanto falava comigo”

O assédio sofrido pelas atendentes de telemarketing

“Sem meta batida não há empregabilidade. A orientação é sempre fazer o máximo para que o cliente encerre a ligação satisfeito. Em casos de trote, temos que chamar o supervisor. Mas mesmo não sendo a recomendação, eu desligo. Nesses quase 8 anos de call center, eu não vou ser mais obrigada a ouvir xingamentos e […]

Bianca Meireles e Romário Almeida - 1 de junho de 2021

Pulando a fogueira da pandemia

No segundo ano sem São João, artistas e cidades precisam se conformar com o remoto

Com o cancelamento da festa na Bahia, mais de R$ 500 milhões deixam de circular   São João e aglomeração têm tudo a ver. Mas, pelo segundo ano consecutivo, a pandemia de covid-19 jogou água na fogueira do povo nordestino, e a maior festa regional do país não poderá acontecer em seus moldes tradicionais. Na […]

Bianca Carneiro, Daniel Aloisio e Marcos Felipe - 1 de junho de 2021

Pandemia e universidade

Os desafios do ensino remoto na UFBA

Era início de março de 2020 e a Universidade Federal da Bahia retornava suas atividades dando partida ao primeiro semestre letivo do ano. Para ser mais exato, no segundo dia do mês, os campi universitários espalhados pela Bahia foram ocupados pelos mais de 40 mil estudantes de graduação. As salas de aula cheias, o Restaurante […]

Yasmin Santos, Ricardo Araújo e Fabio de Souza - 1 de junho de 2021

A febre dos NFTs

O que são e como movimentam o mundo por meio dos blockchains

Os NFTs se popularizaram este ano com as vendas de memes e imagens por milhões de dólares. Você com certeza já viu o velho e bom meme de uma garotinha que sorri em frente a um prédio queimando no fundo. Se por acaso não se lembrar, vamos mostrar agora. Você também pode já ter visto […]

Aline Alves e Catarina Oliveira - 1 de junho de 2021

Mais um ano sem São João

Baianos buscam amenizar prejuízos através do empreendedorismo

Junho é popularmente conhecido como o mês das férias, do frio, da canjica, e do forró.  Porém, o “começo de um sonho” deu tudo errado.  2021 não levou embora a pandemia do coronavírus. Pelo segundo ano seguido, os amantes do São João precisarão curtir a festa de dentro de casa.  Se a notícia abalou aqueles […]

Gabriel Nunes e Maria Beatriz Pacheco - 1 de junho de 2021

Montagem com imagens de 4 doramas distintos

K-drama

Doramas: da Coreia do Sul para o mundo

Entenda como os sul-coreanos expandiram sua influência cultural no mundo impulsionando suas produções audiovisuais Ao ouvir o nome K-drama é possível que te soe estranho o termo, mas se você é habituado às plataformas de streamings já deve ter se deparado com um deles. Chamados popularmente de Doramas, K-dramas são produtos audiovisuais sul-coreanos que estão […]

Erick Barbosa, Nadja Anjos e Rute Souza Cruz - 1 de junho de 2021


Pedras e pessoas esquecidas

A quebra de pedras e a destruição de pinturas rupestres em Paulo Afonso

Por conta da pandemia, o trabalho em sítios arqueológicos baianos está parado e o local corre risco de  passar por mais destruições Área de preservação ambiental desde 2002, o complexo arqueológico localizado  no município de Paulo Afonso, Bahia, conta com mais de 100 sítios de pinturas rupestres com cerca de 12.000 anos. Atualmente, o local […]

Bianca Bomfim, Anne da Silva e Pedro Nascimento - 1 de junho de 2021

Segue o jogo?

Um panorama sobre a situação do esporte amador diante da pandemia do Covid-19

Não interessa se você é da galera do baba no domingo, da equipe de corrida ou o fanático por academia, o fato é que a pandemia da Covid-19 modificou profundamente a relação das pessoas com a atividade física. Num momento de quarentena com sérias preocupações e dúvidas em relação ao novo coronavírus, a prática esportiva […]

Madson de Souza e Mauricio Viana - 1 de junho de 2021