Tags:, , , ,

Luz, câmera, macarrão!

- 14 de setembro de 2016

O cinema tem oferecido uma viagem pelo fantástico mundo de encher a visão com os prazeres do paladar

Pollyanna Couto | Arte: Pollyanna Couto

Filmes são conhecidos por despertar a percepção de dois dos nossos principais sentidos: som e visão. Mas, seria possível, ao assistir um filme, termos nosso paladar estimulado? A positiva resposta a essa questão mostra que cinema e comida são dois prazeres que não precisam estar necessariamente separados.

Ao falar da produção fílmica como campo de sensações podemos disparar uma infinidade de temáticas do cotidiano das pessoas, da manifestação das diversas culturas, da vida social e, porque não, das suas questões alimentares e todo o vasto campo que envolve o ato de comer. Comer é definitivamente uma atividade de socialização, pois ao partilhar a comida, partilham-se sensações. Ao longo dos anos, uma abundância de filmes tem perseguido essa sensação.

Quando pensamos nos momentos mais memoráveis ​​de filmes relacionados com os alimentos, nós nos lembramos deles tendo quase uma experiência gastronômica por meio de imagens. Juramos que poderíamos provar alguns dos mais deliciosos alimentos só de vê-los. Como lembrar a cena clássica de A Dama e o Vagabundo (1955) sem ter vontade de devorar um suculento prato de espaguete à bolonhesa igual ao romanticamente compartilhado pelos protagonistas do filme?

De uma vasta lista de filmes que tem a gastronomia como o enredo principal, aqui vai uma lista de clássicos, passando pela comédia, drama romântico, e também, animação onde a história tem a comida em lugar de destaque. Como diria Aguste Gusteau, grande ídolo de Rémy, o simpático ratinho chef  de Ratatouille: “A boa comida é como música que se saboreia, cor que se cheira. Há excelência ao seu redor” .

A 100 Passos de Um Sonho (2014)

Uma história para realmente se deliciar.  A 100 passos de um sonho começa quando os Kadam perdem a mãe e o restaurante que sustentava a família durante uma revolta na Índia.Eles são obrigados a recomeçar em um vilarejo no interior da França.

O novo endereço escolhido pelo Papa (Om Puri) para montar o restaurante fica exatamente em frente (ou a 100 passos de distância que dá título ao filme) de um dos mais famosos restaurantes do país. O estabelecimento é comandado pela Madame Mallory (Helen Mirren). O contraste proposital entre a fria Mallory com a viva família Kadam e assim, suas cozinhas, fica evidente.  Eles começam um contagiante embate.

Ratatouille (2007)

Ratatouille parece ser um divertido e ingênuo filme de animação, mas, fala de forma leve do movimento contrário ao fast food, o slow food, que foca o apreciamento da comida, levando a gastronomia a um nível de prazer e sociabilidade.

Ratatouille conta a história de Rémy, um ratinho que sonha em ser chef de cozinha. Rémy se perde da sua família e acaba indo parar no restaurante fundado pelo seu grande ídolo, Aguste Gusteau. Por causa da morte de Aguste, o restaurante está sendo comando por  Skinner que quer transformar o local em um restaurante de fast food.

Dono de um gosto requintado, o ratinho conhece Linguini, um jovem funcionário que é um desastre na cozinha. Rémy passa a se comunicar com Linguini, que acaba virando chef do restaurante.

Como água para chocolate (1992)

Um emocionante filme mexicano que tem como protagonista Tita. Quem conta a história é a sobrinha-bisneta de Tita, através de um livro de receitas que é passado através das gerações da família. A protagonista interpretada pela atriz Lumi Cavazos, nasceu na cozinha do rancho de sua família. Logo em seguida seu pai morre de um ataque cardíaco. Com isso Tita, por ser a filha mais nova, é destinada a passar a vida cuidando de sua mãe. Assim, ela não pode se casar ou fazer qualquer outra atividade. Quando cresce, Tita se apaixona por Pedro Muzquiz interpretado por Marco Leonardi, que deseja se casar com ela. O desenrolar da história se dá a partir do romance proibido entre Tita e Pedro.

A mulher do Padeiro (1938 )

Em um pequeno vilarejo na França, o padeiro de meia-idade Aimable (Raimu) vive uma vida tranquila ao lado da sua jovem esposa Aurelie interpretada pela atriz Ginette Leclerc. Aimable comanda uma padaria onde todos costumam ir até que sua esposa foge com um belo pastor. O marido abandonado fica tão triste que desiste de fazer pães. Só que o vilarejo para sem seus pães, e por causa disso, seus habitantes levam a fuga muito a sério.

Leia mais:

 

FUTEBOL

Afinal, o VAR traz justiça pro brasileirão?

Implementado este ano na competição, recurso ainda causa controvérsias no meio esportivo Por Caio Marco e Victor Fonseca Desde que se tornou popular mundialmente, o futebol sempre foi marcado por polêmicas, especialmente com relação à arbitragem. Pênaltis decisivos não marcados (ou pênaltis mal marcados), gols de mão, impedimentos, dentre outras controvérsias se mantêm na pauta […]

Caio Marco, Victor Fonseca - 13 de novembro de 2019

Desconectados

Status: Desconectado

Em tempos de relações on-line, jovens baianos andam na contramão e defendem que a boa conexão está fora da tela Por Carlos Magno e Thídila Salim Com um misto de funcionalidades, os smartphones se tornaram peças indispensáveis na vida de muita gente por todo o mundo, seja para auxiliar no trabalho ou para puro lazer. […]

Carlos Magno, Thídila Salim - 13 de novembro de 2019

Futebol feminino

A bola está com elas

Beatriz Rosentina, Elias Santana Malê, Ingrid Medina e Larissa Travassos 13 de novembro de 2019 A bola está no campo e quem veio jogar foram elas, as mulheres, que cada vez mais ganham visibilidade a partir das iniciativas para esta modalidade. Com uma história marcada por mais de 40 anos de proibição da prática no Brasil, a […]

Beatriz, Elias, Ingrid, Larissa - 13 de novembro de 2019

Saúde mental

Saúde mental e vida universitária: Seria a universidade um ambiente tóxico?

Foto: Marcelo Camargo Danilo Gois e Iuri Petitinga O sonho de ingressar em uma universidade pública é algo que acompanha quase todos os estudantes de ensino médio no Brasil. Muitos destes alunos não imaginam que a pressão do período pré-vestibular não para após o ingresso em um curso superior e uma parte destes alunos não consegue […]

Danilo Rodrigues e Fernando Iuri Petitinga - 18 de novembro de 2019

Algodão

Crescimento de 17% na safra de Algodão da Bahia assegura o estado como 2º exportador mundial

Região é explorada desde os anos 1980, marcada pela presença de “baiúchos” Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto e Pedro Oliveira Foto: Welldon Peixoto O ano de 2019 já aponta 17% de aumento na safra de algodão no cenário baiano, segunda maior cultura da região. O oeste é responsável pela maior parte da produção do […]

Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto - 18 de novembro de 2019

Consumo cultural

Popular para quem? Por trás da dinâmica do consumo cultural em Salvador

Apesar de uma vasta programação cultural e artística,  parte da população de Salvador não frequenta esses eventos  Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama Salvador é uma cidade que respira cultura. Por quase todos os cantos encontramos espaços culturais com uma programação diversificada, além de festivais realizados ao longo do ano. Ao mesmo tempo, parte […]

Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama - 13 de novembro de 2019