Tags:, , , , , , ,

Fórum Social Mundial em Salvador

Maria Quinteiro - 31 de janeiro de 2018

Fique por dentro da programação do evento e de alguns temas que serão abordados

A comunidade da Universidade Federal da Bahia (UFBA) está contando os dias para receber o público do Fórum Social Mundial (FMS), evento que irá acontecer  de e terá a universidade como sede. Além de palestras, debates, oficinas e atividades culturais, o FSM também vai realizar atos pelas cidades, ocupações de espaços públicos, culturais e periferias locais com o objetivo de propor a mobilização de toda população.

O evento começará no dia 13 de março e logo no início da manhã terá uma coletiva de imprensa do Coletivo do FMS 2018 com alguns integrantes do Fórum. No período da tarde vai acontecer a Marcha de Abertura – Resistir é Criar, Resistir é Transformar, com a participação de integrantes do Fórum. Ainda no mesmo dia terá um show e atividades Político-culturais que vão marcar o primeiro dia do Evento.

Para Rita Freire, uma das organizadoras do evento, essa edição do Fórum “poderá surpreender, especialmente pela energia mobilizadora da Bahia, sua história de resistência e protagonismo dos povos e comunidades tradicionais”, comenta. Rita também acredita que será um FSM de reflexão feminista “que nos ajudará a enfrentar o momento de golpes e retrocessos no Brasil e a intervir na conjuntura mundial com olhares menos condicionados pelo discurso neoliberal” relata.

No segundo dia do FMS, vão acontecer algumas atividades de Convergências, Autogestionadas e Político-culturais que pretendem desencadear debates e diálogos entre participantes. As atividades de Convergências vão promover discussões entre diferentes lutas a partir de causas comuns, como intuito de “ampliar a potência das resistências”. De acordo com a programação do evento a ideia é realizar esse debate com organizações e movimentos de diferentes países que defendam lutas ou causas distintas.

Já as atividades autogestionadas vão ter como cenários: oficinas, seminários, conferências, apresentações culturais e rodas de diálogos, sendo um dos intuitos produzir propostas que tenham repercussão pós- FMS. Segundo a organização do evento, essas propostas deverão ser levadas para a Reunião de Relatorias, espaço onde essas ideias serão sistematizadas e encaminhadas para Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências.

Mulheres em Pauta

No dia 16 de março, no período da manhã, vai acontecer a Assembleia Mundial das Mulheres que pretende fortalecer, potencializar e ampliar a visibilidade dos movimentos de mulheres. Nesse período da manhã, não acontecerão outras  atividades no Fórum para que todas as mulheres possam estar presentes e fortalecer o encontro. O Fórum também vai realizar uma oficina com o tema: Mulheres Negras e a Década dos Afrodescendentes, que pretende abordar alguns desafios e estratégias das Mulheres Negras dos países da América Latina, além de discutir a declaração das Organizações das Nações Unidades (ONU)  sobre a Década dos Afrodescentes, que vai de 2015 a 2024,  assim como sua implementação  e objetivos.

Ainda no dia 16, já no período da tarde, terá início o debate com o tema “O papel das Mulheres do Hip-Hop na luta de Resistir é criar, resistir é transformar” que vai terminar somente no dia 17.  Vão estar presentes lideranças dos movimentos sociais, ativistas, artistas, educadoras, militantes do Hip Hop, DJ, Mc entre outros representantes do movimento, o evento irá terminar com intervenções culturais.  No período da tarde haverá debates de lideranças do Hip Hop feminino, com jovens e mulheres que integram projetos sociais, não só de Salvador, como de todo Brasil, e o foco será “O papel das Mulheres Resistir é criar, resistir é transformar”. O ID 126 traz uma reportagem com B.girl Ceia, uma das líderes do Hip Hop feminino que estará no FSM 2018 em Salvador. Confira neste link.

As intervenções culturais vão acontecer na parte da tarde até às 22h, com o DJ Tupak, além de apresentações culturais de Reggae, Groove e Hip-Hop que contará com um microfone aberto para participação do público. Também vai acontecer a apresentação do artista de Reggae Rãs Mateus e Banda, músico e compositor de Salvador, que vai apresentar seu show “Origem de todo ser”.

Economia Solidária

Com a parceria da UNISOL, Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil, da ABRASME, Associação Brasileira de Saúde Mental juntamente com a Rede de Saúde Mental e Economia Solidária do Estado de São Paulo, o FMS vai proporcionar uma palestra sobre o tema “Cooperativismo e Associativismo Social transformando vidas”, que tem como uma das propostas incentivar o trabalho solidário, sustento econômico e a inclusão social de diversos públicos.

O tema aborda a inclusão social através do trabalho para pessoas que vivem  diferentes tipos de situações, como portadoras de transtornos mentais, com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, pessoas privadas de liberdade, em cumprimento de penas e medidas alternativas, ou egressas do Sistema Prisional; pessoas com deficiência; jovens que estejam em situação de vulnerabilidade juvenil; população em situação de rua e que fazem coleta, seleção e processamento de material reciclável.

O Fórum também vai proporcionar um curso direcionando para Educadoras (es), Produtoras (es), Estudantes, Artistas, Instituições e Movimentos Popular, Social e Ambiental – é a Formação em Economia Solidária na Cultura e Educação. O início será no dia 14 de março e pretende abordar diferentes temas como industrialização da cultura no Brasil e no mundo, o processo político industrial brasileiro, financiamento do ativismo social – aspectos dos movimentos sociais e os desafios e trajetórias da mulher preta na economia solidária e social, os princípios jurídicos das relações internacionais do Brasil entre outros temas diferentes.

Algumas atividades do FSM

Um dos temas que o Fórum trará  para debates é o acesso à informação pública como instrumento de controle das políticas públicas, O objetivo é  abordar essas informações nos tratados internacionais e na constituição brasileira, para instruir os participantes em relação a utilidade dessas informações como ferramenta de controle das políticas públicas, especificamente na utilização do Serviço de Informação do Cidadão (SIC)

Vai acontecer também o Seminário Tecnologia Social: Sistema de Acesso à Água Pluvial Multiuso para Consumo das Comunidades Extrativistas – SANEAR AMAZÔNIA, que consiste na captação de água da chuva e sistema complementar (água do rio ou poço artesiano) com tratamento de água.

Outros eventos importantes que vão acontecer são a Assembléia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências e um Ato Político-cultural Rumo ao FAMA que busca potencializar a incidência do Fórum Alternativo Mundial da Água que será realizado em Brasília logo depois do FSM. O encerramento simbólico do FSM 2018 vai ser com um Cortejo Cultural, com uma caminhada repleta de manifestações culturais de todo mundo.

No dia 16 vai acontecer a Oficina de Teatro do Oprimido, uma poética idealizada na década de 60 por Augusto Pinto Boal que propõe um trabalho de arte com aspectos políticos e sociais, visando uma reflexão sobre opressões levantadas por seus participantes. Na oficina vão acontecer jogos e exercícios da poética, buscando desenvolver expressões corporais. Segundo organização do evento, as técnicas do Teatro Imagem e Teatro Fórum serão os mecanismos cênicos.

No turno da manhã acontecerá um trabalho de alongamento corporal, seguido de um aquecimento através de jogos e exercícios da Poética do Oprimido, finalizando com a exposição sobre a biografia de Augusto Boal. No período da tarde, vai acontecer uma dinâmica em grupo com relatos de possíveis opressões vivenciadas pelos participantes com um desfecho de uma apresentação relâmpago dos integrantes da oficina.

Para maiores informações e fazer a sua inscrição é só acessar o site do evento https://wsf2018.org/ ou a página do facebook FMS 2018

 

  • Todas as informações foram retiradas do https://wsf2018.org/

O que mudou

Eles disseram sim: os dez anos da legalização das uniões homoafetivas

Número de casamentos na Bahia cresce 228% desde o reconhecimento pelo STF; casais contam suas histórias e avaliam o que mudou e o que ainda pode melhorar Duas pessoas se conhecem, se apaixonam, passam por namoro e noivado até decidirem casar de papel passado. O que pode parecer apenas o caminho natural, por muito tempo […]

Gabriel Amorim, Gabriel Bastos e Luciana Freire - 2 de junho de 2021

É possível ser pirata em paz?

Discutindo a pirataria no Brasil

Em 1975, Rita Lee disse que não, não era possível ser pirata em paz. Em 2021, a discussão segue por outros caminhos: a pirataria digital é um assunto que gera debates cada vez mais acalorados — e nem mesmo a lei brasileira sabe ao certo onde está no assunto. Você não roubaria um carro. Você […]

Alan Barbosa, Bruno Santana e Ícaro Lima - 2 de junho de 2021

Estudantes em ensino remoto

Cyberbullying é potencializado na quarentena

Principal modo de ofensa entre estudantes em ensino remoto durante a pandemia, cyberbullying pode deixar sequelas em crianças e adolescentes Foi um mal entendido entre as colegas Bianca Souza* e Tereza Oliveira*, então estudantes do 8º ano do ensino fundamental,  que desencadeou uma série de agressões verbais. As estudantes se desentenderam na criação de um […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 2 de junho de 2021

Ansiedade

Transtorno em crianças não é 'falta de tapa'

Condição é uma das mais frequentes nesta faixa etária, e tem a família como base importante para reverter quadro As mãos suam, os batimentos cardíacos se aceleram e até respirar se torna um grande sacrifício. É como se o corpo estivesse totalmente fora do controle e aqueles minutos de mãos suadas e trêmulas parecem eternos. […]

Carlos Bahia Filho e Maria Luiza Vieira - 2 de junho de 2021

Pandemia levada a sério

Impactos de mais de um ano em isolamento social

Os efeitos do isolamento social e da pandemia em si ainda estão sendo estudados de forma preliminar pelos pesquisadores e estudiosos.  Estamos em Junho de 2021. Há exato um ano, dois meses e 11 dias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia declarado a pandemia da Covid-19. Naquele momento, quem poderia imaginar que estaríamos, ainda […]

Carla Galante e Yasmin Cade - 1 de junho de 2021

“Disse que estava se masturbando enquanto falava comigo”

O assédio sofrido pelas atendentes de telemarketing

“Sem meta batida não há empregabilidade. A orientação é sempre fazer o máximo para que o cliente encerre a ligação satisfeito. Em casos de trote, temos que chamar o supervisor. Mas mesmo não sendo a recomendação, eu desligo. Nesses quase 8 anos de call center, eu não vou ser mais obrigada a ouvir xingamentos e […]

Bianca Meireles e Romário Almeida - 1 de junho de 2021

Pulando a fogueira da pandemia

No segundo ano sem São João, artistas e cidades precisam se conformar com o remoto

Com o cancelamento da festa na Bahia, mais de R$ 500 milhões deixam de circular   São João e aglomeração têm tudo a ver. Mas, pelo segundo ano consecutivo, a pandemia de covid-19 jogou água na fogueira do povo nordestino, e a maior festa regional do país não poderá acontecer em seus moldes tradicionais. Na […]

Bianca Carneiro, Daniel Aloisio e Marcos Felipe - 1 de junho de 2021

Pandemia e universidade

Os desafios do ensino remoto na UFBA

Era início de março de 2020 e a Universidade Federal da Bahia retornava suas atividades dando partida ao primeiro semestre letivo do ano. Para ser mais exato, no segundo dia do mês, os campi universitários espalhados pela Bahia foram ocupados pelos mais de 40 mil estudantes de graduação. As salas de aula cheias, o Restaurante […]

Yasmin Santos, Ricardo Araújo e Fabio de Souza - 1 de junho de 2021

A febre dos NFTs

O que são e como movimentam o mundo por meio dos blockchains

Os NFTs se popularizaram este ano com as vendas de memes e imagens por milhões de dólares. Você com certeza já viu o velho e bom meme de uma garotinha que sorri em frente a um prédio queimando no fundo. Se por acaso não se lembrar, vamos mostrar agora. Você também pode já ter visto […]

Aline Alves e Catarina Oliveira - 1 de junho de 2021

Mais um ano sem São João

Baianos buscam amenizar prejuízos através do empreendedorismo

Junho é popularmente conhecido como o mês das férias, do frio, da canjica, e do forró.  Porém, o “começo de um sonho” deu tudo errado.  2021 não levou embora a pandemia do coronavírus. Pelo segundo ano seguido, os amantes do São João precisarão curtir a festa de dentro de casa.  Se a notícia abalou aqueles […]

Gabriel Nunes e Maria Beatriz Pacheco - 1 de junho de 2021

Montagem com imagens de 4 doramas distintos

K-drama

Doramas: da Coreia do Sul para o mundo

Entenda como os sul-coreanos expandiram sua influência cultural no mundo impulsionando suas produções audiovisuais Ao ouvir o nome K-drama é possível que te soe estranho o termo, mas se você é habituado às plataformas de streamings já deve ter se deparado com um deles. Chamados popularmente de Doramas, K-dramas são produtos audiovisuais sul-coreanos que estão […]

Erick Barbosa, Nadja Anjos e Rute Souza Cruz - 1 de junho de 2021


Pedras e pessoas esquecidas

A quebra de pedras e a destruição de pinturas rupestres em Paulo Afonso

Por conta da pandemia, o trabalho em sítios arqueológicos baianos está parado e o local corre risco de  passar por mais destruições Área de preservação ambiental desde 2002, o complexo arqueológico localizado  no município de Paulo Afonso, Bahia, conta com mais de 100 sítios de pinturas rupestres com cerca de 12.000 anos. Atualmente, o local […]

Bianca Bomfim, Anne da Silva e Pedro Nascimento - 1 de junho de 2021

Segue o jogo?

Um panorama sobre a situação do esporte amador diante da pandemia do Covid-19

Não interessa se você é da galera do baba no domingo, da equipe de corrida ou o fanático por academia, o fato é que a pandemia da Covid-19 modificou profundamente a relação das pessoas com a atividade física. Num momento de quarentena com sérias preocupações e dúvidas em relação ao novo coronavírus, a prática esportiva […]

Madson de Souza e Mauricio Viana - 1 de junho de 2021