Tags:, , , ,

Aviso: amor real costuma ser irritante

- 21 de outubro de 2016

O culto à busca do par perfeito é onipresente. Mas a arte pode dar uma força para se precaver ou, para quem preferir, embarcar nesse sonho 

Luana Silva | Fotos: Divulgação

Crescemos rodeadas por histórias sobre o amor verdadeiro, algo tão raro de se encontrar que, quando finalmente tivermos a sorte de nos depararmos com ele, não devemos deixar escapar. Somos bombardeadas com filmes, livros e músicas sobre essa  cansativa e incessante busca da alma gêmea. Claro, que a maior parte do esforço recai sobre as mulheres que, cansadas de esperar, tiveram que sair à caça do príncipe encantado, mas muitas vezes elas não são avisadas que ele não existe do jeitinho que costuma ser idealizado.

Passada a euforia dos primeiros meses de relacionamento, as manias irritantes começam a se deixar notar:  o jeito de mastigar, a toalha molhada em cima da cama, a tampa do vaso recorrentemente deixada para cima ou nunca saber onde estão as chaves. Parece até que a motivação da vida dele vai ser te deixar estressada. Mas, acredite, não é de propósito. Aí haja amor para suportar cada detalhezinho que não é como você imaginou que seria. O ser humano tem a tendência a projetar no outro os seus desejos. Então, quando a realidade bate à porta a decepção é devastadora.

Mas será mesmo que um sapato deixado no meio da sala é motivo para se terminar um relacionamento? Onde estão os limites que separam o aceitável do insuportável? Quem é que decide isso? O primeiro passo para entrar num relacionamento é aceitar que é praticamente impossível encontrar uma pessoa que combine perfeitamente conosco, que tenha os mesmos gostos, goste das mesmas músicas, dos mesmos filmes, que acredite nas mesmas coisas. Aceita que dói menos, não é mesmo?!

Além disso, temos que lembrar que cada ser humano tem suas individualidades, traumas e inquietações. E, por mais que você queira, não vai conseguir mudar aquela pessoa do dia para a noite e transformá-la no seu par perfeito. Em plena era do amor líquido, fica cada vez mais difícil de acreditar nesse conto (da carochinha) de “metade da laranja” e “tampa da panela”. Ainda assim há quem sonhe em encontrar um amor desses pelo qual vale a pena envelhecer junto.

Pensando nisso, o ID reuniu 10 filmes para quem acredita no amor (ou não). P.S. Contém spoilers.

Filmes para quem quer se apaixonar:

 1. Um Amor Para Recordar – A Walk to Remember

 Dirigido por Adam Shankman, o filme, lançado em 2002, foi baseado no livro homônimo de Nicholas Sparks.  A história fala de Landon Carter (Shane West), um adolescente problemático que após receber uma punição,  termina se aproximando de Jamie Sullivan (Mandy Moore), que promete ajudá-lo com a condição de que ele  não se apaixone por ela. Mas isso termina acontecendo e Jamie também acaba se apaixonando por ele e tendo  que revelar um segredo que os impede de ficar juntos. Ainda assim, o amor dos dois se mostra resistente até às  provas mais difíceis.

 2. P.S. Eu te Amo – P.S. I Love You
Lançado em 2007 e dirigido por Richard LaGravenese, o filme é baseado no livro homônimo de Cecelia Ahern. Apesar de não ser feliz no trabalho, Holly Kennedy (Hilary Swank) teve a sorte de casar com o amor da sua vida, Gerry Kennedy (Gerard Butler). Porém, ele morre jovem deixando Holly completamente devastada. Mas, antes de morrer ele deixa uma série de cartas espalhadas que vão dando a sua esposa direções que ela deve seguir. Em cada mensagem ele fala sobre como foi feliz durante o casamento deles e desejando que a esposa volte a ter felicidade.

3. Simplesmente Acontece – Love, Rosie
O filme, lançado 5 de março de 2015 com direção de Christian Ditter, retrata a história dos dois melhores amigos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin). Os jovens estão terminando o último ano do ensino médio e se preparando para a faculdade quando um acontecimento inesperado muda os planos de Rosie. A distância afeta o relacionamento entre eles, mas a atração mútua continua. 

4. Cartas para Julieta – Letters to Juliet
Dirigido por Gary Winick, o filme é de 2010. Sophie (Amanda Seyfried) é uma jovem romântica que viaja para a Itália em “pré-lua de mel” com seu noivo Victor (Gael García Bernal). Porém, a viagem não sai bem como o planejado e ela termina conhecendo uma senhora simpática chamada Claire Smith (Vanessa Redgrave) e seu neto cético, Charlie (Christopher Egan). Junto com Claire e Charlie, ela sai em uma jornada em busca de um amor do passado de Claire, enquanto reavalia seu relacionamento.

5. Como se Fosse a Primeira Vez – 50 First Dates
Dirigido por Peter Segal, o filme de 2004 conta a história de Henry Roth (Adam Sandler), um jovem que acaba se apaixonando por Lucy Whitmore (Drew Barrymore). Porém Lucy sofre de perda de memória e Henry é obrigado a reconquistá-la dia após dia.

Filmes que problematizam o amor:

1. (500) Dias com Ela – (500) Days of Summer
Dirigido por Marc Webb, o filme de 2009 retrata a história de Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt). Ele se apaixona por Summer Finn (Zooey Deschanel), sua colega de trabalho, mas desde o início do relacionamento dos dois a moça deixa claro que a relação é casual e que ela não há recíproca da parte dela. Ao longo do filme vemos as projeções e expectativas por parte de Tom contra a terrível realidade que é não ser correspondido.

2. Ele Não Está Tão a Fim de Você – He’s Just Not That Into You. Lançado em 2009 e dirigido por Ken Kwapis, Ele Não Está Tão a Fim de Você mostra a história de Gigi (Ginnifer Goodwin), uma moça romântica que a cada novo encontro acha que encontrou seu homem ideal. Ela passa horas sentada ao lado do telefone esperando ele tocar, mas isso nunca acontece. Gigi conhece  Alex (Justin Long), que tenta lhe ensinar como o mundo masculino funciona e que, muitas vezes, aquele cara do encontro da noite anterior nem está tão a fim de você.

 

3. Garota Exemplar – Gone Girl
Dirigido por David Fincher, o filme de 2014 é baseado no livro homônimo de Gillian Flynn.  Amy Dunne (Rosamund Pike) e seu marido Nick (Ben Affleck), haviam se mudado para uma cidade nova há um ano. Quando Amy desaparece no dia do seu aniversário de casamento Nick passa a ser o maior suspeito. Enquanto isso, Nick tem provas (pouco convincentes) de que Amy teria tramado toda aquela situação. A medida que ele tenta provar sua inocência, somos apresentados ao relacionamento conflituoso dos dois.

4. As Vantagens de Ser Invisível – The Perks of Being a Wallflower
Lançado em 2012, As Vantagens de Ser Invisível foi dirigido por Stephen Chbosky. Charlie (Logan Lerman) é um jovem com um passado traumático, que tem dificuldade para se entrosar com outros adolescentes. Apesar disso, consegue fazer amizade com Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson). O filme mostra diversos relacionamentos problemáticos como quando Charlie começa um namoro sem gostar de verdade da menina, chegando a comparar o relacionamento com um câncer. Sam só namora caras que a tratam mal. Uma das cenas icônicas do filme é a célebre frase: “Nós aceitamos o amor que achamos  que merecemos”.

5. Frozen – Uma aventura congelante
Frozen é uma das animações mais recentes da Disney. Lançado em 2014, foi dirigido por Jennifer Michelle Lee e Chris Buck. Aclamado pelo público, o filme retrata a vida de duas irmãs que ficam órfãs na infância. Enquanto Anna se sente solitária no castelo e abandonada pela irmã mais velha, Elsa cresce reprimida e se escondendo, sem saber como lidar com seus poderes especiais. O filme rompe com a tradição histórica da Disney quando Elsa diz para a irmã mais nova que ela não pode se casar com um homem que acabou de conhecer. Além disso, o amor verdadeiro que vai salvar Anna no final do filme, não é o heteronormativo,  mas o amor da sua irmã.

Saiba mais

Transbordo e assumo

O que mudou

Eles disseram sim: os dez anos da legalização das uniões homoafetivas

Número de casamentos na Bahia cresce 228% desde o reconhecimento pelo STF; casais contam suas histórias e avaliam o que mudou e o que ainda pode melhorar Duas pessoas se conhecem, se apaixonam, passam por namoro e noivado até decidirem casar de papel passado. O que pode parecer apenas o caminho natural, por muito tempo […]

Gabriel Amorim, Gabriel Bastos e Luciana Freire - 2 de junho de 2021

É possível ser pirata em paz?

Discutindo a pirataria no Brasil

Em 1975, Rita Lee disse que não, não era possível ser pirata em paz. Em 2021, a discussão segue por outros caminhos: a pirataria digital é um assunto que gera debates cada vez mais acalorados — e nem mesmo a lei brasileira sabe ao certo onde está no assunto. Você não roubaria um carro. Você […]

Alan Barbosa, Bruno Santana e Ícaro Lima - 2 de junho de 2021

Estudantes em ensino remoto

Cyberbullying é potencializado na quarentena

Principal modo de ofensa entre estudantes em ensino remoto durante a pandemia, cyberbullying pode deixar sequelas em crianças e adolescentes Foi um mal entendido entre as colegas Bianca Souza* e Tereza Oliveira*, então estudantes do 8º ano do ensino fundamental,  que desencadeou uma série de agressões verbais. As estudantes se desentenderam na criação de um […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 2 de junho de 2021

Ansiedade

Transtorno em crianças não é 'falta de tapa'

Condição é uma das mais frequentes nesta faixa etária, e tem a família como base importante para reverter quadro As mãos suam, os batimentos cardíacos se aceleram e até respirar se torna um grande sacrifício. É como se o corpo estivesse totalmente fora do controle e aqueles minutos de mãos suadas e trêmulas parecem eternos. […]

Carlos Bahia Filho e Maria Luiza Vieira - 2 de junho de 2021

Pandemia levada a sério

Impactos de mais de um ano em isolamento social

Os efeitos do isolamento social e da pandemia em si ainda estão sendo estudados de forma preliminar pelos pesquisadores e estudiosos.  Estamos em Junho de 2021. Há exato um ano, dois meses e 11 dias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia declarado a pandemia da Covid-19. Naquele momento, quem poderia imaginar que estaríamos, ainda […]

Carla Galante e Yasmin Cade - 1 de junho de 2021

“Disse que estava se masturbando enquanto falava comigo”

O assédio sofrido pelas atendentes de telemarketing

“Sem meta batida não há empregabilidade. A orientação é sempre fazer o máximo para que o cliente encerre a ligação satisfeito. Em casos de trote, temos que chamar o supervisor. Mas mesmo não sendo a recomendação, eu desligo. Nesses quase 8 anos de call center, eu não vou ser mais obrigada a ouvir xingamentos e […]

Bianca Meireles e Romário Almeida - 1 de junho de 2021

Pulando a fogueira da pandemia

No segundo ano sem São João, artistas e cidades precisam se conformar com o remoto

Com o cancelamento da festa na Bahia, mais de R$ 500 milhões deixam de circular   São João e aglomeração têm tudo a ver. Mas, pelo segundo ano consecutivo, a pandemia de covid-19 jogou água na fogueira do povo nordestino, e a maior festa regional do país não poderá acontecer em seus moldes tradicionais. Na […]

Bianca Carneiro, Daniel Aloisio e Marcos Felipe - 1 de junho de 2021

Pandemia e universidade

Os desafios do ensino remoto na UFBA

Era início de março de 2020 e a Universidade Federal da Bahia retornava suas atividades dando partida ao primeiro semestre letivo do ano. Para ser mais exato, no segundo dia do mês, os campi universitários espalhados pela Bahia foram ocupados pelos mais de 40 mil estudantes de graduação. As salas de aula cheias, o Restaurante […]

Yasmin Santos, Ricardo Araújo e Fabio de Souza - 1 de junho de 2021

A febre dos NFTs

O que são e como movimentam o mundo por meio dos blockchains

Os NFTs se popularizaram este ano com as vendas de memes e imagens por milhões de dólares. Você com certeza já viu o velho e bom meme de uma garotinha que sorri em frente a um prédio queimando no fundo. Se por acaso não se lembrar, vamos mostrar agora. Você também pode já ter visto […]

Aline Alves e Catarina Oliveira - 1 de junho de 2021

Mais um ano sem São João

Baianos buscam amenizar prejuízos através do empreendedorismo

Junho é popularmente conhecido como o mês das férias, do frio, da canjica, e do forró.  Porém, o “começo de um sonho” deu tudo errado.  2021 não levou embora a pandemia do coronavírus. Pelo segundo ano seguido, os amantes do São João precisarão curtir a festa de dentro de casa.  Se a notícia abalou aqueles […]

Gabriel Nunes e Maria Beatriz Pacheco - 1 de junho de 2021

Montagem com imagens de 4 doramas distintos

K-drama

Doramas: da Coreia do Sul para o mundo

Entenda como os sul-coreanos expandiram sua influência cultural no mundo impulsionando suas produções audiovisuais Ao ouvir o nome K-drama é possível que te soe estranho o termo, mas se você é habituado às plataformas de streamings já deve ter se deparado com um deles. Chamados popularmente de Doramas, K-dramas são produtos audiovisuais sul-coreanos que estão […]

Erick Barbosa, Nadja Anjos e Rute Souza Cruz - 1 de junho de 2021


Pedras e pessoas esquecidas

A quebra de pedras e a destruição de pinturas rupestres em Paulo Afonso

Por conta da pandemia, o trabalho em sítios arqueológicos baianos está parado e o local corre risco de  passar por mais destruições Área de preservação ambiental desde 2002, o complexo arqueológico localizado  no município de Paulo Afonso, Bahia, conta com mais de 100 sítios de pinturas rupestres com cerca de 12.000 anos. Atualmente, o local […]

Bianca Bomfim, Anne da Silva e Pedro Nascimento - 1 de junho de 2021

Segue o jogo?

Um panorama sobre a situação do esporte amador diante da pandemia do Covid-19

Não interessa se você é da galera do baba no domingo, da equipe de corrida ou o fanático por academia, o fato é que a pandemia da Covid-19 modificou profundamente a relação das pessoas com a atividade física. Num momento de quarentena com sérias preocupações e dúvidas em relação ao novo coronavírus, a prática esportiva […]

Madson de Souza e Mauricio Viana - 1 de junho de 2021