Tags:, , ,

TV on-line e o poder do Netflix

- 14 de julho de 2015

Com a promessa de ser o futuro da televisão, Netflix atrai o público brasileiro, especialmente o jovem, para assistir diferentes conteúdos em vários tipos de dispositivos

Vanessa Matos

O conteúdo da TV chega à internet através dos sites de hospedagem de vídeo sob demanda e o antigo discurso da manipulação dos programas televisivos parece ser amenizado pela ideia de que o usuário poderá assistir o que quiser, quando e onde puder e de qualquer lugar. Normalmente, este espectador vai à internet para ver o conteúdo de canais fechados, séries e filmes mais recentes, o que poderia ser feito na própria tevê a cabo, é verdade.

Porém há o fato de que a televisão por assinatura não está expressivamente presente nos lares brasileiros como nos países desenvolvidos. Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informam que o número total de assinantes no país é de pouco mais de 16 milhões, o que equivale a 28,1% dos domicílios. Nos Estados Unidos, em torno de 43% dos domicílios possui serviço de TV por assinatura, o que representa 56 milhões de assinantes.

A questão é que o telespectador não tem controle efetivo sobre a produção do conteúdo da televisão, a não ser na resposta dada a um programa em termos de audiência. Assim, quando estes produtos chegam à internet, os usuários começam a ressaltar o poder que agora têm de assistir qualquer coisa, a qualquer hora em qualquer lugar, inclusive vídeos antigos e séries encerradas sem depender da disponibilidade de exibição dos canais via satélite.

A variedade deste tipo de conteúdo, principalmente séries, na plataforma Netflix é um grande atrativo para o público jovem. Os irmãos Fernanda e Laerte Lima, de 17 e 15 anos, respectivamente, são assinantes do serviço desde 2014. Fernanda diz que o mais interessante é poder assistir suas séries preferidas pelo celular, não ter restrição de lugar (tela de exibição) com imagem de alta qualidade. Laerte ressalta a variedade de títulos, porém ambos consideram o atraso na inclusão de novos conteúdos (na Netflix Brasil) como um ponto baixo da plataforma.

O estudante Arthue El é assinante desde 2013 e classifica o serviço da Netflix como excelente. Ele ressalta que, embora o preço da assinatura tenha subido nos últimos dois anos, o conteúdo e a dinâmica do serviço só crescem e ainda afirma que a plataforma substituiu a TV que ele já nem via muito.

Essa televisão que funciona em função da escolha do público é o que entusiasma. E é aqui que despontam os citados serviços de video-on-demand dos quais o Netflix é apenas exemplo, embora o mais famoso, popular e lucrativo – o lucro líquido da empresa em 2014 ultrapassa US$ 70 milhões.

É preciso considerar o aumento do número de famílias na classe média e a disseminação de planos mais acessíveis de internet banda larga como fatores importantes para a penetração do serviço sob demanda no mercado brasileiro. O pesquisador Marcel Silva, da Universidade Federal de Juiz de Fora, fala sobre esta “espectatorialidade hiperconectada” que a tecnologia proporciona: uma cibertelefilia que é comum à cultura das séries e está ligada à possibilidade de acesso contínuo e em retrospecto.

Talvez o mais interessante desse processo seja a difusão de comentários e trocas de experiências de usuários do Netflix através de outras plataformas como o Youtube, Google Vídeos, Vimeo, apenas para citar alguns dos mais populares. Observa-se, nesse contexto, um fenômeno comum e curioso ao mesmo tempo, em que internautas utilizam a linguagem do vídeo para discutir sobre um serviço que disponibiliza conteúdo também em vídeo, como nos dois exemplos a seguir.


Abaixo, podemos conhecer alguns fatos importantes sobre a empresa Netflix.


Um pouco da história do Netflix

Segundo Rachel Botsman e Roo Rogers em O Que é Meu é Seu: Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo, Reed Hastings, CEO da Netflix, teve um insight quando passava por uma locadora e observou uma família pagando US$ 40 de multa pelo atraso na devolução de Apolo 13. Assim surgiu a ideia de oferecer um serviço de aluguel de filmes pelo correio. No início, a empresa oferecia ao assinante um catálogo de títulos disponível no próprio site; a opção escolhida era entregue em casa numa embalagem vermelha (daí a cor na logomarca).

Reed Hastings, CEO do Netflix

A partir de 2007, quando a Netflix começa a disponibilizar conteúdo para ser visto on-line, o maior desafio era negociar os direitos de exibição. A ausência de uma “doutrina de primeira venda” (que é o regulamento de distribuição de filmes e séries para canais de televisão), segundo Ted Sarandos, executivo-chefe de conteúdo da Netflix, foi o grande entrave naquele período. Afinal, as emissoras estavam mais interessadas em formar seus próprios serviços de video-on-demand do que em disponibilizar material para a Netflix.

Sobre o assunto, a pesquisadora da Universidade Federal da Bahia Maíra Bianchini, que estuda o modelo de produção, distribuição e exibição das séries televisivas da Netflix , afirma que o sucesso da plataforma se deve a Ted Sarandos, quem negocia o programação exibida, desde 2000. Ele também é encarregado do investimento em produção original.

“Apresentei o roteiro de House Of Cards para vários estúdios de televisão. Alguns autorizaram a produção de um episódio piloto. A Netflix bancou o risco de produzir uma temporada inteira” (Kevin Spacey, protagonista e produtor da série House Of Cards, original da Netflix no Festival de Edimburgo, Escócia).

House Of Cards foi a primeira grande aposta de série original Netflix. Estreou em fevereiro de 2013, enquanto um remake de uma produção homônima da BBC, datada de 1990. A plataforma investiu inicialmente US$ 100 milhões pela produção de duas temporadas. Um negócio de alto risco, porém necessário, na medida em que muitos assinantes são atraídos pela disponibilização de produtos mais sofisticados do ponto de vista narrativo como Breaking Bad e Mad Men.

Lorenzo Richelmy, ator que interpreta Marco Polo, série original Netflix lançada ano passado

As dificuldades impostas pelos canais na distribuição de direitos de exibição destes tipos de séries mostraram que a produção de séries originais de qualidade com profissionais consagrados do campo audiovisual seria a melhor alternativa. E deu certo: em 2014, House Of Cards foi indicada como melhor drama de televisão ao Emmy Awards e a plataforma ainda conseguiu outra indicação com Orange is the New Black para a categoria melhor série cômica.

A Netflix, desse modo, tem conseguido sustentar o discurso de ser o futuro da televisão.

“A pirataria é um indicador de demandas não atendidas”

Reed Hastings afirmou em entrevista ao jornal Folha de São Paulo que a equipe da empresa está sempre à procura do que os usuários mais assistem, inclusive em sites ilegais, pois aí abrem-se possibilidades. A Netflix desenvolveu um sistema de coleta de dados baseado na tecnologia de algoritmos que captam as preferências dos usuários de acordo a navegação e oferece uma gama de opções de títulos para cada cliente , que simula, de longe, o fluxo televisivo.

A estratégia de lançar o conteúdo das séries originais de uma temporada em uma só mão é interessante porque reforça o poder de escolha atemporal do usuário. De um lado, temos a televisão que produz um conteúdo, estima um público e vende esta estimativa para o anunciante. Quando surgem esses serviços on-demand e streaming é preciso olhar mais para o engajamento do espectador com o programa do que para os números da audiência. Neste ponto, podemos dizer, a Netflix é visionária.

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021