Tags:, ,

Tecnologia RFID e o mundo em que tudo se comunica

- 6 de abril de 2013

A questão é saber como agir diante da enxurrada de mensagens que esse mundo oferece e pensar até que ponto isso é benéfico ou prejudicial

Gilberto Rios

A previsão é de que alcançaremos o nível do filme Minority Report – A Nova Lei (Spilberg, 2002, 145min). Bastará passar por uma porta e leitores identificarão quem somos, quais nossas preferências e nossas rejeições. Simples assim, sem nenhum vendedor precisar consultar se a gente já tem o cartão da loja ou se a gente já conhece o prato da casa, por exemplo. Essa é uma das propostas das chamadas tecnologias RFID (Radio Frequency Identification ou Identificação por Rádio-Frequência), que podem estar em leitores ou em etiquetas que leem ou guardam informações e podem ser coladas em objetos, animais ou mesmo implantadas em pessoas.

Imagine um mundo em que tudo é passível de guardar mensagens. Você chega a um ponto de ônibus e pode receber recados sobre onde está o ônibus esperado, ou ir numa biblioteca e, antes de fazer o empréstimo de algum livro, ler o que as pessoas que o levaram para casa disseram sobre ele. Ainda daria para colocar naquele CD preferido informações sobre as ocasiões que fazem dele uma obra interessante em meio à estante. Essas são algumas das possibilidades é a grande promessa

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=XjPLNmW_qqw]
Este vídeo da Escola de Negócios Plan Avanza explica de forma bem humorada sobre as etiquetas RFID. O áudio está em espanhol.

No livro Spychips. How Majors Corporations and Government Plan to Track Your Every Purchase and Watch Your Every Move (Plume Book, 2006) –  ainda inédito no Brasil, e que pode ser traduzido livremente para: “Chips-espiões. Como Grandes Companhias e Governos planejam controlar todas as suas compras e cada movimento seu” – Katherine Albrecht e Liz McIntyre explicam que “em um mundo futuro repleto de chips RFID, cartões em sua carteira podem sinalizar quando você entrar em shoppings, lojas de varejo e supermercados, anunciando sua presença e o seu poder de compra”.  De acordo com as autoras, dispositivos de leitura ‘escondidos’ nas portas, paredes, telas e pisos poderiam revistar os chips RFID em suas roupas e outros itens para determinar a sua idade, sexo e preferências. “Como a informação spychip viaja através de roupas, eles podem até dar uma olhada na cor e tamanho de sua roupa de baixo”, brincam.

Inovações – Talyta Singer, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia (PósCOM-UFBA), pesquisa sobre Internet das Coisas e as relações entre as mídias pervasivas e o espaço urbano. “Elas [as etiquetas RFID] foram criadas para substituir os códigos de barras, com a diferença de que cada etiqueta é única, serve para identificar um item específico e não um tipo de item, como acontece com os códigos de barra”, explica. A pesquisadora reforça que outra diferença é a forma de leitura de cada uma das tecnologias: enquanto os códigos de barra só podem ser lidos por um laser de curto alcance, as etiquetas podem transmitir informação a distâncias maiores e em alta velocidade.

Na mesma linha, em entrevista à Folha de S. Paulo em março deste ano, Vint Cerf, um dos fundadores da internet e vice-presidente do Google, profetiza que, brevemente, o que a gente encontrará mesmo será uma cidade inteligente, onde até no cimento existirão chips transmissores. “Uma ponte poderá informar que está rachando e que deve ser reparada. Se a pista estiver escorregadia, a ponte avisará ao seu carro que você deve reduzir a velocidade”, aposta.

Para Talyta, é interessante pensar que cada vez mais os dispositivos de comunicação se integram mais e mais. “A interconexão que antes um celular ou notebook te davam é muito diferente da interconexão possível com objetos em rede trocando informação de forma autônoma, com ou sem supervisão humana”, pontua. Para ela, esse excesso da possibilidade de as coisas deixarem vestígios no mundo já merecem algumas interrogações: “Importa discutir não só os dados abertos, mas também como vamos lidar com essas etiquetas e objetos que podem capturar informação sem que a gente veja. E mais, a quem pertencem os dados produzidos? Ao dono da etiqueta? Ao fabricante? E é seguro? Esses dados podem ser interceptados?”, questiona.

Nem tão bom assim – É nesse cenário que se desenham as primeiras implicações do uso dessa tecnologia. Se tudo é passível de informação, em que medida não estamos precisando repensar como lidar com as mensagens do mundo, inclusive juridicamente? Se, afinal, alguém pode ter um chip implantado em seu carro, será possível descobrir onde alguém entra e sai e com ele… adeus privacidade se os sinais que o automóvel envia cair nas mãos erradas.

Exemplos assim estão longe de ser apenas fruto da imaginação. No Brasil, já foi aprovado o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav), do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), com previsão de entrar em vigor em junho de 2015. O chip Siniav será instalado na placa ou parabriza dos veículos e funcionará como rastreador, contendo dados do número do chip, placa, chassi, Renavam, entre outros. Em Vitória da Conquista, cidade a 509 quilômetros de Salvador, o Centro Municipal de Educação Professor Paulo Freire identifica a entrada e a saída de alunos a partir de chips instalados nos uniformes dos alunos. Por meio deles, os pais também são informados, via mensagem de celular, se os filhos estão mesmo na escola.

Leia mais

Chips inteligentes que conectam tudo

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021