Tags:, ,

“Seria trágico se não fosse cômico”!

Rafaela Souza & Victor Fonseca - 3 de julho de 2018

Ultimamente esse ditado popular não parece fazer muito sentido para os brasileiros, pois eles fazem questão de provar que uma coisa não elimina a outra através da produção de memes. Se é trágico, pode ser muito cômico, sim! No final de maio deste ano, os caminhoneiros pararam o Brasil com uma greve que durou mais de 10 dias. As cidades de todo o país ficaram desabastecidas, as rodovias foram bloqueadas, os combustíveis acabaram, o Estado decretou estado de emergência. O caos estava instaurado, mas, se teve um setor que não parou nessa época foi a produção de memes e piadas na internet. Enquanto Brasília pegava fogo e os caminhoneiros reivindicavam a redução do preço do combustível, a internet era invadida, com muita criatividade, pelos mais diversos memes relacionando os mais variados assuntos, que iam de conteúdos políticos a situações cotidianas.

Os memes sobre a greve circularam por toda a parte, de twitter a blogs, passando pelo Facebook e pelo WhatsApp. Um dos memes mais compartilhado na rede foi o “vou te levar para jantar em um lugar caro hoje”, onde há a foto de um casal em um jantar romântico e, ao fundo, um posto de gasolina. O usuário “ali” teve seu tweet compartilhado mais de 33.000 vez desde o dia 23 de maio de 2018, sedo que tem apenas 2.238 seguidores.

Outro conteúdo que viralizou na rede foi o vídeo feito pelo Dirceu Melo, postado na página do facebook da produtora Simples Media. O vídeo faz uma brincadeira misturando cenas das manifestações dos caminhoneiros em todo o Brasil com imagens do blockbuster da Marvel “Vingadores: Guerra Infinita“. O videomaker admite que não teve nenhuma pretensão quando fez o meme.

Segundo ele, a motivação surgiu depois que viu uma amiga compartilhando algo relacionado a política e os personagens do longa citado. “Eu estava num domingo à tarde navegando no Facebook até que uma amiga compartilhou um meme, que era uma montagem do cartaz do filme Vingadores: Guerra Infinita, com a foto de Michel Temer como Thanos, e o título Caminhoneiros: Greve Infinita. Achei a ideia engraçada e pensei ‘eu poderia fazer o trailer desse filme'”, relata.

 

O vídeo rapidamente repercutiu nas redes sociais, sendo visualizado mais de 5,4 milhões de vezes e alcançado mais de 201 mil compartilhamentos na página da produtora no facebook. A brincadeira também foi postada no canal do Youtube e teve  mais de 386 mil visualizações e 1,8 mil comentários. Dirceu não esperava que a intenção de fazer algo engraçado e compartilhar com seus amigos fosse render tanto.

O que começou como algo despretensioso, trouxe mais visibilidade para a Simple Media. Antes da brincadeira, a página oficial da empresa, que contava com um pouco mais de 300 curtidas, teve um crescimento instantâneo, batendo a marca de um pouco mais de 21 mil curtidas, tudo graças ao meme. Além disso, a repercussão gerou a contratação de Dirceu para novos trabalhos. “A visibilidade que o vídeo gerou trouxe contatos interessados em fechar alguns trabalhos e outros ainda estão em negociação”, comenta.

Com muitos elogios e expectativas por novas criações, depois do sucesso de Caminhoneiros: Greve Infinita, Dirceu lançou o Thor: Ragnakopa, em que mistura, novamente, cenas do filme da Marvel com os jogos da seleção brasileira.

 

É melhor mesmo rir do que chorar, não acha? Por isso separamos alguns dos melhores memes que circularam por aí durante a greve dos caminhoneiros. Confira!

 

Como tudo começou

Poucos sabem, mas a origem da palavra “meme” veio da biologia e surgiu em meados da década de 1970. Inicialmente, o conceito foi explorado pelo cientista britânico, Richard Dawkins, no seu best-seller “Gene Egoísta”, que o define como “uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro ou entre locais onde a informação é armazenada (como livros)”. No que diz respeito à sua funcionalidade, para o autor, o meme é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se. Atualmente, o meme pode ser qualquer frase, imagem, gif, vídeo, música, personalidade, expressão ou outro tipo de elemento que rende interações na internet e que se torna viral muito facilmente nas redes.

Segundo o pesquisador e professor da Universidade Federal da Bahia, André Lemos, apesar do conceito biológico de replicação, os memes só viraram um fenômeno comunicacional graças a internet. Para ele, sem o espalhamento e disseminação dessas simbologias nas redes os memes não existiriam. Lemos acredita que a cultura colaborativa de se apropriar e colocar em circulação esses conteúdos é uma grande característica da liberação da emissão. “A possibilidade de qualquer pessoa poder compartilhar e até modificar, isso porque os memes se atualizam, é o que faz deles um fenômeno contemporâneo comunicacional interessante”, argumenta.

Quando se fala em produção de memes, o Site dos Menes é considerado um dos sites mais antigos especializados no assunto. Surgiu em 2012, e, ao longo desses seis anos, a página já alcançou mais de 1 milhão de curtidas e seguidores. Thiago Schwartz, um dos idealizadores do site, contou que a equipe conta com cerca de 20 pessoas, entre moderadores da página e criadores de conteúdo. Quanto aos “menes”, cada um faz do seu jeito. “Como a nossa página não tem um tema fixo, qualquer coisa pode ser uma inspiração”, completa.

 

Para além da greve dos caminhoneiros

A produção de memes no Brasil está relacionada aos momentos de crise. Além da recente greve, os memes acompanharam outros tantos fatos históricos da política do país, como o impeachment da presidenta Dilma, as operações da Polícia Federal Carne Fraca, Lava jato e a prisão de do ex-presidente Lula. Quem não lembra dos memes da Dilma Bolada, do “vomitaço”, da dancinha Fora Dilma e até mesmo do japonês da Federal?!

 

 

Há quem ache que tudo isso seja um descaso político, mas nesses memes compartilhados em tempos de crise há uma reflexão sobre a situação social e política do país. Por mais engraçados que sejam, há um “riso de nervoso” por trás desses memes. Para o pesquisador André Lemos essa é uma nova forma de fazer a crítica social ao caos instituído. “Estamos vivendo várias formas de participação, a rede exacerbou essa questão política e isso é algo positivo. Não temos necessariamente resultados concretos na realidade, mas a circulação das informações já é um instrumento político”, afirma.

O professor e pesquisador da Universidade Federal Fluminense e coordenador do site #MUSEUdeMEMES, Viktor Chagas, acredita que sempre que temos um acontecimento político-midiático em voga, a produção de memes sobre o assunto ganha destaque. No entanto, ele salienta que isso é também resultado de um aumento na cobertura midiática em torno do acontecimento.

Chagas dirige o #MUSEUdeMEMES, projeto universitário da UFF que surgiu em 2015. O webmuseu, além de servir como uma base de dados de memes brasileiros, também busca fomentar constantemente discussões acerca do assunto e a importância dos memes como parte da nossa cultura e da conversação cotidiana na internet. “A ideia do #MUSEU é ser também uma provocação sobre o lugar da cultura popular de internet, um questionamento sobre o papel dos museus e da memória popular”, acrescenta.

 

Quem é você na fila do “meme”?

O meme Nazaré Amarga foi o mais votado como favorito na pesquisa                                                    (Foto: Reprodução / Facebook)

 

De acordo com os dados obtidos a partir do questionário desenvolvido pela reportagem, a maioria dos consumidores de memes são jovens de 18 a 24 anos, o que corresponde a aproximadamente 77% do total. O questionário foi respondido por 234 pessoas, e buscou identificar, além dos consumidores de memes, os tipos de memes mais apreciados e aspectos de sua circulação na rede. A partir das respostas, constatou-se que a plataforma mais utilizada para conhecer memes é o Facebook (63,8%) e, em segundo lugar, o Twitter (17,7%). Em relação às dinâmicas de circulação, 50,9% dos internautas só curtem, 37,2% compartilham e 12% só observam os memes.

 

 

Outro ponto que vale ser ressaltado se refere aos assuntos de interesse na busca pelos memes. Segundo os entrevistados, quase 66% se interessam por conteúdos que tratem de temas da atualidade em geral, filmes e séries (14,1%), personagens (9,8%) e política (8,1%).

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021