Tags:, , , ,

Salvador: Cidade 24 horas

- 10 de agosto de 2015

Com transporte público 24 horas, Salvador tenta investir na comodidade da população

Thor Araújo Medrado | Foto destaque: Thor Medrado

A mobilidade urbana é um dos fatores que mais afeta a vida das cidades na atualidade. Quaisquer inovações e melhorias no setor são consideradas, geralmente, bem-vindas, até pela precariedade que é comum a este serviço. Desta forma, a oferta de transporte rodoviário coletivo em Salvador durante 24 horas deve impactar positivamente as atividades da população, que pode usufruir do seu direito de ir e vir, caracterizado como um elemento importante na consolidação da cidadania.

Desde o dia 11 de julho, o transporte público tem atendido à população de Salvador no período da madrugada também. Chamada de “Corujão Salvador”, a operação movimenta 15 linhas que cortam basicamente toda a cidade, com itinerários entre 20 e 60 minutos. Os ônibus rodam entre 0H e 4H.

Ônibus da Salvador Norte na região do Campo Grande | Foto: Thor Medrado

O primeiro final de semana da operação foi considerado positivo pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Cerca de duas mil pessoas utilizaram o serviço nas madrugadas de sábado, domingo e segunda-feira. Segundo a Prefeitura, o transporte noturno atinge uma camada excluída da população soteropolitana e estimula a vida noturna em Salvador. Confira o vídeo com algumas informações.

Aqui, uma tabela com as informações das linhas, na íntegra.

São 15 rotas iniciais nesse projeto | Arte: Thor Medrado

Integrando a cidade

Com saída na Lapa, as linhas exclusivas cortam Salvador ainda modestamente. As principais áreas da cidade atendidas são onde se encontra maior parcela da população que não possui carro. A passagem custa R$3,00, e pelo aplicativo CittaMobi é possível se informar do itinerário da linha e localização dos ônibus em tempo real.

Todas essas medidas são atrativas para que as pessoas utilizem mais o transporte público da cidade. Até porque é possível, apenas para citar alguns exemplos, beber sem se preocupar com a Lei Seca, voltar do trabalho tarde ou se locomover com mais liberdade na cidade.

O aplicativo é gratuito | Fonte: Play Store

Leia Mais:

As linhas de ônibus de Salvador na palma da mão   

 

Cidade 24 horas

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (Sedes) já iniciou algumas ações que visam a transformação do Centro Histórico, implantando estruturas que funcionem  24 horas. Além disso, aproveitando a vocação de cada região, pretende estimular a abertura de empreendimentos que proporcionariam vários tipos de serviços, não apenas espaços de eventos e shows, mas empresas com atividade durante a madrugada, com a infraestrutura urbana necessária à comodidade e atendimento da população.

No dia 30 de julho, o prefeito ACM Neto delineou o projeto Pelourinho Dia e Noite, cuja marca foi reposicionada como uma estratégia de ação integrada, que, entre outros objetivos, busca melhorar a infraestrutura de Salvador. O conceito funcional de Cidade 24h que a Prefeitura pretende implantar em Salvador baseia-se no que já existe em grandes cidades da Europa e, guardadas as proporções, também no Nordeste, em Recife, com o projeto Porto Digital

[slideshow_deploy id=’26493′]

 

Transporte noturno e a cidade  

Considerando o funcionamento atual da cidade de Salvador e o que se pretende implantar, com as mais diferentes atividades exercidas pela população, há de se garantir transporte de melhor qualidade, e ao longo de todo o dia, também. Um sistema de transportes urbano público, que funcione 24 horas, traz benefícios diretos aos cidadãos, que contam com melhorias na qualidade de vida urbana decorrentes da ampliação de atividades e do acesso facilitado a qualquer hora do dia.

Sabe-se que o planejamento adequado de um sistema de transporte coletivo efetivamente democrático deve alcançar diferentes áreas da cidade, buscando servir todos seus habitantes, tendo em vista ser essencial para proporcionar melhor e mais igualitário acesso às funções diárias, como estudo e trabalho, às eventuais necessidades emergenciais e aos mais diversos serviços. Neste sentido, a vereadora Vânia Galvão, reiterou a cobrança do Plano de Mobilidade ao prefeito ACM Neto. “Já estamos quase no final do terceiro ano do mandato e até agora, nós, legisladores, e toda a população de Salvador não conhecemos o planejamento do Executivo Municipal para o setor”, frisou Vânia, em pronunciamento na Câmara, no último dia 29 de julho.

Acredita-se que o transporte no período noturno é um importante fator de impulsão para tornar a cidade mais viva, iluminada e convidativa, diminuindo a sensação de insegurança que enfrentamos ao ingressar em espaços esvaziados, sem as dinâmicas estabelecidas durante o dia. Este é, inclusive, um ponto destacado como preocupação pelos usuários dos serviços de transporte noturno.

O fluxo noturno ainda é muito baixo como podemos ver nas fotos da Pituba e Rio Vermelho, respectivamente. | Fotos: Thor Medrado

Considerando o que afirma Jane Jacobs, em seu livro Morte e Vida de Grandes Cidades, publicado em 1961 – “é uma coisa que todos já sabem: uma rua movimentada consegue garantir a segurança; (…) O requisito básico da vigilância é um número substancial de estabelecimentos e outros locais públicos dispostos ao longo das calçadas do distrito; deve haver entre eles sobretudo estabelecimentos e espaços públicos que sejam utilizados de noite” – as expectativas são de superação da insegurança a partir de um aumento do movimento e da presença de policiamento nas ruas e estações de ônibus, também 24 horas.

Assim, as atividades de lazer, como cinemas, teatros, bares e casas noturnas, seriam beneficiadas, facilitando a aproximação de novos frequentadores e oferecendo alternativas viáveis ao uso do automóvel individual, para aqueles que têm a oportunidade de possuí-lo, e que devem respeitar a Lei Seca. Não há dúvidas de que, acompanhada de outras mudanças necessárias, como substituição de frotas antigas, maior pontualidade e serviço mais frequente, a ampliação do horário de circulação do transporte proporciona novas maneiras de articular a vida noturna na cidade.

FUTEBOL

Afinal, o VAR traz justiça pro brasileirão?

Implementado este ano na competição, recurso ainda causa controvérsias no meio esportivo Por Caio Marco e Victor Fonseca Desde que se tornou popular mundialmente, o futebol sempre foi marcado por polêmicas, especialmente com relação à arbitragem. Pênaltis decisivos não marcados (ou pênaltis mal marcados), gols de mão, impedimentos, dentre outras controvérsias se mantêm na pauta […]

Caio Marco, Victor Fonseca - 13 de novembro de 2019

Desconectados

Status: Desconectado

Em tempos de relações on-line, jovens baianos andam na contramão e defendem que a boa conexão está fora da tela Por Carlos Magno e Thídila Salim Com um misto de funcionalidades, os smartphones se tornaram peças indispensáveis na vida de muita gente por todo o mundo, seja para auxiliar no trabalho ou para puro lazer. […]

Carlos Magno, Thídila Salim - 13 de novembro de 2019

Futebol feminino

A bola está com elas

Beatriz Rosentina, Elias Santana Malê, Ingrid Medina e Larissa Travassos 13 de novembro de 2019 A bola está no campo e quem veio jogar foram elas, as mulheres, que cada vez mais ganham visibilidade a partir das iniciativas para esta modalidade. Com uma história marcada por mais de 40 anos de proibição da prática no Brasil, a […]

Beatriz, Elias, Ingrid, Larissa - 13 de novembro de 2019

Saúde mental

Saúde mental e vida universitária: Seria a universidade um ambiente tóxico?

Foto: Marcelo Camargo Danilo Gois e Iuri Petitinga O sonho de ingressar em uma universidade pública é algo que acompanha quase todos os estudantes de ensino médio no Brasil. Muitos destes alunos não imaginam que a pressão do período pré-vestibular não para após o ingresso em um curso superior e uma parte destes alunos não consegue […]

Danilo Rodrigues e Fernando Iuri Petitinga - 18 de novembro de 2019

Algodão

Crescimento de 17% na safra de Algodão da Bahia assegura o estado como 2º exportador mundial

Região é explorada desde os anos 1980, marcada pela presença de “baiúchos” Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto e Pedro Oliveira Foto: Welldon Peixoto O ano de 2019 já aponta 17% de aumento na safra de algodão no cenário baiano, segunda maior cultura da região. O oeste é responsável pela maior parte da produção do […]

Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto - 18 de novembro de 2019

Consumo cultural

Popular para quem? Por trás da dinâmica do consumo cultural em Salvador

Apesar de uma vasta programação cultural e artística,  parte da população de Salvador não frequenta esses eventos  Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama Salvador é uma cidade que respira cultura. Por quase todos os cantos encontramos espaços culturais com uma programação diversificada, além de festivais realizados ao longo do ano. Ao mesmo tempo, parte […]

Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama - 13 de novembro de 2019