Tags:, , , , ,

Religião, legislação e direito ao corpo

- 17 de novembro de 2014

Doutrinas religiosas interferem no direito dos seguidores e até na legislação de alguns países

Gabriel Rodrigues e Mário Pinho

As crenças religiosas são um exemplo importante de grupos que defendem restrições do direito ao corpo. Os indivíduos que seguem determinadas doutrinas precisam se adaptar a costumes restritos, geralmente relacionados a vestimentas e a questões sexuais.

Heider Mota, de 18 anos, é cristão protestante desde o berço. O jovem diz que já passou por algumas igrejas e viveu experiências diferentes quanto às exigências. “Havia uma que meus pais já frequentavam antes mesmo de eu nascer que exigia, antes de mais nada, que os homens não usassem bermudas e mulheres roupas curtas. Hoje frequentamos uma bem mais tranquila. O pastor, inclusive, surfa, joga videogame e faz piada durante o culto. Tem até festa a fantasia”, conta.

cristianismo, religião com maior número de adeptos no ocidente, traz consigo uma série de restrições. O sexo antes do casamento e o uso de drogas, lícitas e ilícitas, são exemplos. Questionado se os dogmas pesam na relação entre crente e crença, Heider encara com tranquilidade. “Tem que ter cabeça para filtrar o que é dito antes de seguir. Fazer sua própria interpretação do que está escrito”, afirma.

Espírita e seguidora da entidade Hindu Krishna (ISKCON), Marialda Fonseca defende que o corpo reproduz uma crença, segundo a visão evangelista. “Para a religião, o corpo é o templo do indivíduo. A religião vê o corpo como uma forma de expressão ao evangelho – contrária ou não. No caso da dança, do sexo, das expressões. Como diz o espiritismo, se você não cuida do corpo você não tem lugar para o espírito”, explica.

Reunião de seguidores de Krishna em Salvador. Foto: Arquivo pessoal

Religião e ciência – Para algumas doutrinas o culto ao corpo vai além de vestimentas e características físicas. É o caso dos Testemunhas de Jeová. Presente em mais de 200 países, o grupo tem como uma das marcas a proibição de transfusão sanguínea. Integrante do movimento, a dona de casa Lúcia de Araújo explica que existem outros métodos de cirurgias e tratamentos sem o uso de sangue. “Seguimos os ensinamentos da bíblia e nela Deus diz que não devemos comer o sangue, mas apenas a alma”, revela.

Apesar da proibição religiosa, a legislação brasileira permite que os médicos realizem transfusões sanguínea em qualquer paciente em caso de iminência de morte, independente da ideologia.

Meditação

Meditação ao alcance de todos

A meditação traz benefícios à saúde e é fácil de praticar; veja como e onde começar Por Ariadiny Araujo, Daniel Cheles e Raquel Saraiva Sentar em posição confortável, manter-se em silêncio, com a coluna ereta e prestar atenção na respiração. Para quem nunca tentou, meditar pode parecer fácil. Para quem pratica, às vezes é até […]

Ariadiny Araújo, Daniel Cheles, Raquel Saraiva - 6 de novembro de 2018

Universidade para todos

A universidade é para todos

Projetos sociais preparam alunos de baixa renda para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) Ingressar no ensino superior, especialmente em uma universidade pública e, é o sonho de grande parte dos jovens que concluem o ensino médio. Entretanto, o acesso a esse nível de ensino, sobretudo para pessoas menos favorecidas socioeconomicamente, nem […]

Alana Bittencourt, Daniel Brito e Filipe Oliveira - 27 de novembro de 2018

Atividades Físicas

Atividades físicas e millennials

Por Marianna Jorge, Melissa Pereira e Rebeca Bhonn.  Quem nasceu entre o início da década de 1980 até meados da década de 1990 é conhecido por setores de marketing como os millennials. Também chamados de geração do milênio, geração da internet ou geração Y, eles se tornaram fruto de pesquisas para gestão de negócios em […]

Rebeca Bohn, Mariana Jorge, Melissa Altahona - 27 de novembro de 2018

Refugiados

Venezuelanos tentam uma nova vida no Brasil

Fugindo de uma grave crise político-econômica, aproximadamente 200 venezuelanos tentam uma nova vida na Bahia Deixar para trás sua residência e seu país de origem não é uma decisão fácil. O drama é ainda maior quando o êxodo é, na verdade, uma fuga. Por conta de uma grave crise sócio-econômica, milhares de venezuelanos têm fugido […]

Cristiane Schwinden e Levy Teles - 27 de novembro de 2018

crise

Kate White: a escola para princesas à beira do fim

Numa das vias mais movimentadas de Salvador, a Rua Carlos Gomes, o letreiro colorido de branco e vermelho acima de um muro bege anuncia a lembrança de um passado. Entre as décadas de 40 e 70, era sob aquela placa que passavam as jovens abastadas da cidade. Uma vez atravessada a pequena porta azul, seguia-se […]

Fernanda Lima e João Gabriel Veiga - 27 de novembro de 2018