Tags:, , , ,

Regressão de Memória se torna opção para superação de problemas

- 4 de outubro de 2016

Baseada na crença em reencarnação, a Terapia de Vidas Passadas é instrumento para combater tensões  

Priscila Dórea e Raí Guerra

Na escola, no trabalho ou em qualquer outra situação, a vida cotidiana nos prova que o esforço e a produtividade são elementos fundamentais para termos sucesso. Por conta da correria do dia-a-dia e do estresse, muitas pessoas recorrem a diversos tratamentos para aliviar as tensões. Dentre as muitas opções para se resolver um problema, está a Terapia de Vidas Passadas, termo cunhado pelo doutor em psicologia, Morris Netherton, em 1967.

Adenáuer Novaes, 61 anos, engenheiro, psicólogo e terapeuta regressionista conta que seus estudos sobre esta terapia se originaram fora do campo acadêmico. “A terapia se baseia na possibilidade de existirem registros na mente oriundos de experiências vividas nas várias encarnações da pessoa. Quando trazidos à consciência, podem ser úteis nos processos terapêuticos”, explica. De acordo com ele, outro termo bastante conhecido e usado por terapeutas é a regressão de memória, que se caracteriza como a técnica utilizada para obtenção dos registros que a mente humana pode trazer à tona.

Em busca da cura de dores físicas, superação de traumas ou fobias graves, Adenáuer revela que cerca de 30% das pessoas que a praticam alcançam o êxito em suas lembranças, conseguindo assim resultados satisfatórios através da terapia. No procedimento, embora as lembranças do passado sejam poucas, elas podem revelar aspectos úteis  que auxiliam o trabalho terapêutico.

Além de psicólogo, Adenáuer é escritor e já lançou obras como "Jesus: o arquétipo do destino" | Fonte: Arquivo pessoal

Entretanto, nem todos os problemas acabam se resolvendo facilmente por meio desta terapia, já que ela apresenta alguns riscos e contra-indicações. “Estas se situam no ego da pessoa, além de ser inadequado para crianças e adolescentes ou para pessoas com psicoses”, diz Adenáuer. O psicólogo ainda aponta as relações da terapia com algumas religiões, como por exemplo o Espiritismo. “Como se trata de uma técnica terapêutica que não nasceu no seio de uma religião, a única relação é a possibilidade de reencarnação”, afirma.

Para Cleusa Santos, 51, terapeuta reencarnacionista, a regressão é importante pois o acesso a algumas memórias pode nos ajudar a entender e resolver situações que nos aflige. “Acredito neste método porque sendo a reencarnação a entrada e saída do espírito na carne, este permanecendo o mesmo  tem memórias e através destas em determinados momentos conduzimos nossa vida”, ressalta.

Já Janilton Andrade, 49, psicólogo e professor universitário, não acredita que este método terapêutico possa ser útil para a evolução do ser humano. “Não vejo a necessidade, afinal, tudo o que nos nossos passados foram importantes e ainda deixam marcas em nós, estão presentes no aqui-agora. Não preciso vasculhar esse passado”, explica. Para sustentar este ponto de vista ele cita o médium Chico Xavier (1910-2002). “”Filha, se Deus achou por bem nos dar o esquecimento dos nossos passados, para que futucar?”.

FUTEBOL

Afinal, o VAR traz justiça pro brasileirão?

Implementado este ano na competição, recurso ainda causa controvérsias no meio esportivo Por Caio Marco e Victor Fonseca Desde que se tornou popular mundialmente, o futebol sempre foi marcado por polêmicas, especialmente com relação à arbitragem. Pênaltis decisivos não marcados (ou pênaltis mal marcados), gols de mão, impedimentos, dentre outras controvérsias se mantêm na pauta […]

Caio Marco, Victor Fonseca - 13 de novembro de 2019

Desconectados

Status: Desconectado

Em tempos de relações on-line, jovens baianos andam na contramão e defendem que a boa conexão está fora da tela Por Carlos Magno e Thídila Salim Com um misto de funcionalidades, os smartphones se tornaram peças indispensáveis na vida de muita gente por todo o mundo, seja para auxiliar no trabalho ou para puro lazer. […]

Carlos Magno, Thídila Salim - 13 de novembro de 2019

Futebol feminino

A bola está com elas

Beatriz Rosentina, Elias Santana Malê, Ingrid Medina e Larissa Travassos 13 de novembro de 2019 A bola está no campo e quem veio jogar foram elas, as mulheres, que cada vez mais ganham visibilidade a partir das iniciativas para esta modalidade. Com uma história marcada por mais de 40 anos de proibição da prática no Brasil, a […]

Beatriz, Elias, Ingrid, Larissa - 13 de novembro de 2019

Saúde mental

Saúde mental e vida universitária: Seria a universidade um ambiente tóxico?

Foto: Marcelo Camargo Danilo Gois e Iuri Petitinga O sonho de ingressar em uma universidade pública é algo que acompanha quase todos os estudantes de ensino médio no Brasil. Muitos destes alunos não imaginam que a pressão do período pré-vestibular não para após o ingresso em um curso superior e uma parte destes alunos não consegue […]

Danilo Rodrigues e Fernando Iuri Petitinga - 18 de novembro de 2019

Algodão

Crescimento de 17% na safra de Algodão da Bahia assegura o estado como 2º exportador mundial

Região é explorada desde os anos 1980, marcada pela presença de “baiúchos” Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto e Pedro Oliveira Foto: Welldon Peixoto O ano de 2019 já aponta 17% de aumento na safra de algodão no cenário baiano, segunda maior cultura da região. O oeste é responsável pela maior parte da produção do […]

Ellen Chaves, Fernando Franco, Welldon Peixoto - 18 de novembro de 2019

Consumo cultural

Popular para quem? Por trás da dinâmica do consumo cultural em Salvador

Apesar de uma vasta programação cultural e artística,  parte da população de Salvador não frequenta esses eventos  Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama Salvador é uma cidade que respira cultura. Por quase todos os cantos encontramos espaços culturais com uma programação diversificada, além de festivais realizados ao longo do ano. Ao mesmo tempo, parte […]

Lizandra Santana, Luciano Marins e Luana Gama - 13 de novembro de 2019