Tags:, , ,

“Projeto do metrô, além de insignificante é atrasado”, diz pesquisador

- 2 de julho de 2012

Danielle Lopes

Foto: Raíza Rocha/ADUNEB

Crédito: Raíza Rocha | ADUNEB

O professor Ney Castro foi criador do projeto do Curso de Urbanismo da UNEB (primeiro curso universitário, nesta área, do Brasil) e atual coordenador do colegiado deste curso. Militante do movimento docente desde 1983, já foi candidato a Reitor da Uneb, defendendo, entre outras bandeiras, a da Universidade com base em um modelo democrático de gestão.

 

Impressão Digital 126: O que é mobilidade sustentável?

Ney Castro: Em princípio, o conceito de “sustentável” não é por si mesmo uma unanimidade. Existem entendimentos que dizem que o chamado desenvolvimento capitalista é predador por natureza e destruidor do patrimônio natural não renovável. Agregar o conceito de mobilidade ao entendimento de sustentável significa entender que, as condições para movimentação das  pessoas, seja para o trabalho, escola, lazer, etc., qualquer que seja o modo de fazê-lo, deve acontecer sem comprometer o patrimônio natural.

ID126: Como você avalia a mobilidade em Salvador?

NC: A movimentação das pessoas em Salvador, qualquer seja: a pé, por ônibus, veículo individual, bicicleta, etc., e por qualquer finalidade (trabalho, educação, etc.) apresenta baixíssimos índices de qualidade. O tempo de deslocamento é elevado, a qualidade do espaço utilizado para a movimentação é precário, o custo é alto assim, como a segurança deixa muito a desejar. Deslocar-se em Salvador exige um alto custo, mesmo para os mais abastados financeiramente.

ID126: Segundo levantamento das calçadas do Brasil, realizado pelo Movimento Mobilize, Salvador possui as 4 piores calçadas do Brasil, e também a melhor (av.oceânica-barra). O que essas informações podem nos indicar?

NC: Elas revelam, objetivamente, o descaso histórico, de todas as administrações que passaram na cidade do Salvador, frente à questão das calçadas; cuja finalidade principal é assegurar um meio seguro e confortável para a mobilidade a pé das pessoas. Isto traduz o descompromisso com as pessoas que se movimentam a pé, as quais se originam, principalmente, das faixas mais baixas da pirâmide de distribuição de renda.

Um serviço público tão essencial como é o transporte urbano entregue, mesmo que por meio do instrumento da concessão, a exploradores privados, já é comprometedor de origem.

ID126: A tarifa de ônibus em Salvador já era a menos acessível do país, quando custava R$2,50. O que você acha do reajuste para o novo valor de R$2,80? 

NC: Um serviço público tão essencial como é o transporte urbano entregue, mesmo que por meio do instrumento da concessão, a exploradores privados, já é comprometedor de origem. O objetivo principal é o lucro, daí porque, se não dispomos de uma administração municipal competente e apta para enfrentar as pressões dos empresários, ficamos sujeitos às majorações, levando a patamares recordes. Para fazer frente aos interesses empresariais que colidem com os interesses daqueles que utilizam os ônibus, é preciso que a prefeitura se capacite organizacionalmente para acompanhar o sistema atendido pelos ônibus e que, politicamente, a sociedade civil tenha um efetivo poder de ingerência na gestão desse sistema. Que o Conselho Municipal de Transportes e o de Desenvolvimento Urbano sejam de fato instâncias de debates, participação popular e com poder de deliberação. Não se pode perder de vista a possibilidade de estatização do serviço por um lado e, por outro, a necessidade imperiosa da integração metropolitana.

ID126: Teoricamente este aumento está condicionado a um aumento de 1000 ônibus na frota total, porém nesta contagem também entrará uma renovação que já foi iniciada anteriormente, de forma que, na prática não irá mudar muito. Como você avalia esse sistema de transporte público em Salvador? 

NC: Ele apresenta um dos piores índices de desempenho do Brasil. Reflete o, quase monopólio, erguido historicamente. É restrito aos ônibus, o que é um absurdo pois lhe confere o caráter monopólico e, assim, seus proprietários fazem o que querem, inclusive subjugar o poder concedente.

ID126: O que mudará com o processo de licitação para empresas de ônibus?

NC: A divulgada licitação não trará mudanças significativas frente à relação que hoje prevalece entre Prefeitura e empresas de ônibus: o quase monopólio permanecerá enquanto o poder municipal se mantiver refém dos empresários, inclusive em decorrência da nossa legislação eleitoral permitir doações financeiras de empresas e empresários para as campanhas eleitorais, o que leva à prática do “toma-lá-dá-cá”. Aparentemente a eleição não tem nada com sistema de transporte público, mas não é verdade: são fortes os seus laços.

ID126: O projeto Cidade Bicicleta prevê a criação de 217km de ciclovias integradas, até 2014. Será que a população de Salvador está disposta a utilizar a bicicleta como veículo no seu dia-a-dia?

NC: A disposição da população em vir a utilizar a bicicleta para sua movimentação no seu dia-a-dia tem que ser vista sob dois ângulos: o primeiro trata-se da adequada oferta de condições físicas para a adoção desse meio de transporte e, o segundo diz respeito à necessária mudança cultural por parte das pessoas que, historicamente, enxergam essa alternativa como perigosa e desconfortável.

ID126: Como você avalia o desenvolvimento das obras do PAC Grandes Cidades e Mobilidade Urbana?

NC: As obras do PAC, em regra, estão sofrendo atrasos significativos especialmente aquelas voltadas para a estruturação urbana. Daí porque, no que concerne a aquelas relacionadas com a Copa do Mundo, a FIFA já divulgou que admite a realização do evento entre nós, mesmo sem a conclusão das obras previstas. 

ID126: Pensando nestes programas do governo, é incoerente, próximo à realização da Conferência Rio+20,  o anúncio de incentivos fiscais e de financiamento para aquisição de carro próprio?

NC: Os incentivos oferecidos pelo governo são direcionados ao consumo, o que é um equívoco. Nós temos que alavancar a produção através do aumento dos investimentos. Além disso, essas medidas vão acarretar um aumento espetacular do número de veículos individuais em circulação, sobretudo nas grandes cidades, o que trará grandes impactos na mobilidade urbana, refletidos especialmente nos grandes congestionamentos. Mais uma vez o governo  privilegia o transporte individual, quando os recursos que são renunciados pela queda do IPI poderiam ser direcionados para o transporte de massa.

ID126: Como você vê o futuro da mobilidade em Salvador?

NC: A prevalência do modelo do transporte individual em detrimento de outros meios que facilitem a mobilidade urbana configura um futuro comprometido. O projeto do metrô, além de insignificante para as nossas necessidades, vem com um atraso gigantesco, e o seu modelo baseado no deslocamento por superfície vai comprometer, enormemente, o tecido urbano no que diz respeito ao seu traçado, pois envolve ou imobiliza suas laterais. É um modelo atrasado em todos os sentidos.

ID126: O que pode ser feito para evitar que a capital baiana venha a viver em uma imobilidade insustentável?

NC: A política fundiária tem que ser encarada com profundidade. Tarifação das terras e aquisição por desapropriação tem que ser assumidas pelo governo. Deixar a lógica de expansão da cidade e de sua região metropolitana sujeita apenas aos interesses do setor privado levará, somente, à sustentação da imobilidade.

 

Leia mais:

Mobilidade em Salvador: um longo caminho a se trilhar

Projetos para integração da Região Metropolitana demoram a sair do papel

Gledson Oliveira fala sobre mobilidade e acessibilidade em Salvador

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021