Tags:, , , ,

Prática religiosa muda o guarda-roupa

- 4 de outubro de 2016

Angelina Miranda e Val Benvindo revelam o cotidiano das pessoas que trazem a fé em suas vestimentas

Renato Cerqueira | Fotos: Arquivos pessoais

É bastante comum, pra quem anda pelo Centro da cidade, encontrar homens com os tradicionais hábitos de monges ou devotas do candomblé com suas saias compridas e batas apoiando na cabeça balaios com imagens de santo para cumprir obrigações de fé. Salvador é uma cidade religiosamente plural, mas, pela grande influência do catolicismo e do candomblé encontrar pessoas com roupas características destas práticas religiosas é mais comum, mas vez por outra praticantes de outros credos também chamam a atenção.

Angelina Miranda, também conhecida como Gandharvika Devi Dasi, por exemplo, é membro do Templo  Hare Krishna em Salvador. Jornalista formada pela Unibahia, exerce a função de assessora de comunicação da Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna da Bahia, ISKCON-Bahia. Para ela, “o conhecimento sobre Krisnha é a verdadeira felicidade”.

Quem a encontra pela rua ou em sua lojinha, localizada no bairro de Itapuã e especializada em moda para os que seguem a sua religião, pode até achar que ela saiu de um evento performático. O visual colorido desperta a curiosidade e atenção das pessoas. As roupas, inspiradas nas deusas Krishna, possuem detalhes que as deixam especiais e destacam sua beleza. Sobre os olhares nas ruas, Angelina afirma não se incomodar. “Estou bem comigo e essa energia me basta”, afirma.

Coloridos e bordados realçam beleza de roupas da tradição Krishna.

Intolerância

A voz, que já é uma marca pessoal e o sorriso acolhedor fazem Val Benvindo, 26 anos, tornar-se uma atração por onde passa. Durante a nossa entrevista, uma amiga com quem ela conversava minutos antes, avisou que seria necessário levá-la para um lugar isolado. Só assim seria possível concluir a nossa conversa porque seríamos interrompidos muitas vezes pelas pessoas que cumprimentavam Val.

Recentemente, ela passou pelo processo de iniciação no candomblé e, por conta disso, ficou um ano vestindo  roupas brancas. A cor representa purificação e está ligada a Oxalá, orixá que é considerado “os olhos que tudo vêem” e criador.

Ela conta que teve sorte durante o processo final da sua iniciação. Além do seu acervo pessoal e ter ganhado roupas nessa cor em forma de presentes dos amigos próximos,  contou com a ajuda do calendário, pois a data da sua liberação, após a iniciação,  coincidiu com os festejos do Ano Novo, período em que as lojas estão com um grande estoque de roupas brancas. Além disso, teve a ajuda da mãe, que é costureira.

Consagrada a Xangô e Oxum,  Val conta que, no cotidiano, tem muito presente duas características dos orixás que a regem : gula e  vaidade. “Dizem que Xangô é o dono da gula e eu como muito e que os filhos de Oxum são vaidosos. Engraçado, eu já era vaidosa antes de fazer a iniciação, mas hoje eu percebo que fiquei muito mais”.

Apesar de ser a religião matriz da nossa cultura, Val diz que sentiu o preconceito religioso nas ruas. “Eu estava no ponto de ônibus, aí passou uma menina e se benzeu, como se eu estivesse representando uma coisa do mal. Do meu lado tinha um cara que me defendeu. Ele esculhambou a menina e tal. Eu fiquei sem reação e olhe que eu sou desbocada, mas nesse dia eu não sei o que me deu”, relata.

"Engraçado, eu já era vaidosa antes de fazer a iniciação, hoje, eu percebo que fiquei muito mais”, Val Benvindo.

Depois de agradecer ao senhor que a ajudou, ela descobriu durante a conversa dos dois, que ele era pai de santo. Para Val, os olhares “atravessados” representam  o pior nos comportamentos preconceituosos.   “Você sente que a pessoa está te olhando e te julgando, mas não estão te dizendo nada”.

Sobre como a iniciação mudou sua visão de mundo, Val pontua que o rito completou um espaço que nem ela sabia que estava vago. “Hoje eu me sinto mais forte, determinada e segura para o mundo e para a vida. Se eu já sabia que eu não estava sozinha antes, agora tenho essa sensação em um patamar muito maior”.

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como força principal os braços. Fora das águas, no entanto, […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurança

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021