Tags:, ,

Mercado de animação cresce e gera oportunidades para realizadores baianos

- 2 de agosto de 2017
Saulo Miguez e Tiago Almeida

De 2001 até 2017 foram produzidos 29 longas-metragens do gênero no país. Entre os anos de 1953 e  1990, o Brasil só havia produzido 13 filmes do tipo

O mercado de animação no Brasil vem crescendo ao longo dos anos. Esse gênero do audiovisual tem gerado oportunidades para profissionais de diversas áreas, como designers, produtores de vídeo, roteiristas e diretores de arte. De acordo com levantamento do animador Marcelo Marão, membro da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA), de 2001 até 2017 foram produzidos 29 longas-metragens do gênero no país. Para se ter uma ideia, de 1953 – quando foi produzido o primeiro longa-metragem de animação brasileiro “Sinfonia Amazônica”, até o final dos anos 1990, o Brasil só havia produzido 13 filmes do tipo.

Sessão do AnimArt (Foto: Divulgação)

Esse crescimento reflete no mercado baiano. A cidade de Salvador, por exemplo, sediou em 2016, dois importantes festivais do gênero. Em setembro, as sessões do AnimArt lotaram a sala Walter da Silveira. Enquanto em maio, o Anima Mundi exibiu na Caixa Cultural mais de 30 produções nacionais e internacionais.

Segundo o Sebrae, a tendência de crescimento desses números é influenciada pela facilidade de acesso a equipamentos e tecnologia para a produção, o que diminui os custos. Programas de fomento ao setor audiovisual e o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), além do aumento da demanda de distribuidoras e canais de televisão por conteúdo nacional também contribuíram para esse boom.

Animador ainda é pouco valorizado
Apesar dos avanços, o profissional de animação na Bahia ainda é pouco valorizado. Segundo o ilustrador George Lopes, 32, a falta de mão de obra especializada e a baixa remuneração são problemas para a atividade. “É uma área que paga pouco e é muito complicado o cara botar um projeto próprio pra frente sem conseguir subsídios e lucrar com isso”, afirma George.

Ilustrador George Lopes (Foto: Saulo Miguez)

Isso, no entanto, não é motivo para pessimismo. Lopes, que trabalha em uma emissora de TV, reitera que os governos estadual e federal vem investindo m incentivos na área de animação com a lei do audiovisual e editais promovidos pela Ancine e o Faz Cultura.

Em maio, o governo do estado lançou um edital no valor de R$ 20 milhões para fomento do setor audiovisual baiano. O montante foi captado junto à Ancine e será destinado para produção de conteúdos audiovisuais inéditos sobre a Bahia que serão exibidos na TVE. No mesmo dia do lançamento, a TVE Bahia anunciou a exibição de 250 horas de conteúdo audiovisual brasileiro independente e inédito na Bahia, que incluem 19 séries de animação.

Capacitação
Para entrar no tão sonhado mercado de trabalho é preciso se capacitar. Hoje existem diversos cursos presenciais e online que possibilitam o ensino de técnica de design e animação, além da infinidade de tutoriais na internet que podem auxiliar quem precisa tirar alguma dúvida sobre o processo criativo.

Um diploma de graduação, no entanto, ainda faz a diferença. “É importante o curso superior porque ele te dá uma formação que é reconhecida no mercado. Para mim foi importante, porque uma porta se abriu e eu consegui meu emprego fixo”, conta Lopes.

Quem busca uma formação que o habilite a trabalhar com animação vai encontrar no curso de Design Gráfico o caminho para isso. A formação é oferecida pela UFBA, dentro da Escola de Belas Artes, e tem duração mínima de 4 e máxima de 8 anos. Na  Unifacs, ela pode ser feita em 3 anos e pela faculdade DeVry/Rui Barbosa tem duração de 2.

“Nessa área sempre surgem coisas novas, é preciso se atualizar”, diz estudante Adelmo Queirós

O estudante de design da Escola de Belas Artes, Adelmo Queirós, 24, deve concluir o curso ainda este ano, mas já trabalha como videografista em uma importante rede de televisão. “Eu sempre gostei de jogos e animação, mas o que me fez trabalhar com isso foram as oportunidades que surgiram para mim”.

Estudante de design Adelmo Queirós (Foto: Saulo Miguez)

Queirós cursou uma disciplina voltada para animação e logo se identificou com a técnica, o que o fez decidir trabalhar na área. Em seguida, conseguiu um estágio na emissora e pouco tempo depois foi contratado de forma efetiva. Hoje, realiza animações gráficas dentro do núcleo de chamadas televisivas.

O jovem reconhece que quando comparada com as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, Salvador ainda oferece um número limitado de oportunidades. Mas, para aqueles profissionais mais dedicados sempre surgem trabalhos. “Uma dica que eu dou é ter força de vontade e nunca parar de estudar, porque nessa área sempre surgem coisas novas, é preciso se atualizar o tempo todo para não se tornar um profissional obsoleto”, completou.

Cursos técnicos
Quem busca um caminho mais rápido para a formação profissional encontra nos cursos técnicos uma alternativa. Em Salvador, as escolas Saga e Gracom buscam atender essa demanda. De acordo com Neilson Rodrigues, coordenador pedagógico da Gracom, a escola, costuma formar 200 alunos por ano.

Ele faz questão de ressaltar a diferença entre um curso intensivo e um superior. “A gente vê que aqui em Salvador tem essa deficiência. Se você procurar uma faculdade vai achar o curso de Design, mas lá é teoria, aqui é pratica”, destaca.

A duração de um curso técnico leva de dois a dois anos e meio e o aluno pode aprender todo processo criativo de animação desde técnicas de desenho em 2D e 3D até a criação de efeitos especiais para narrativas audiovisuais. Outra vantagem é a parceria que essas escolas fazem com algumas empresas de games e design que costumam contratar alunos em formação.

Empreender para animar
Para realizar o sonho de ver seu trabalho ganhar vida, a animadora Jamile Coelho, 27, resolveu montar a própria produtora. Em 2011, fundou a Estandarte Produções, empresa especializada na técnica de animação stop motion.

 “A gente vê que a animação pode ser um instrumento de combate ao racismo e intolerância religiosa”, diz  a animadora Jamile Freitas.

Durante graduação no Bacharelado Interdisciplinar de Artes com concentração em Cinema e Audiovisual, Jamile participou de diversas oficinas e cursos livres de animação o que a fez se apaixonar pelo gênero.

Ela relembra que desde criança já admirava a técnica de stop motion. “Quando assisti ‘A Fuga das Galinhas’ decidi o que queria fazer da minha vida quando crescesse. Foi uma janela que se abriu como uma possibilidade de profissão”, afirmou.

Atualmente, se dedica também a trabalhos sociais e realiza oficinas de animação em terreiros de candomblé e comunidades negras. “A gente vê que a animação pode ser um instrumento de combate ao racismo e intolerância religiosa”, disse.

A aproximação com os terreiros se deu quando há dois anos Jamile lançou o curta-metragem “Òrun Àyé: A criação do mundo”. O filme conta em stop motion a história da criação da natureza e da humanidade através da mitologia africana.“Òrun Àyé é um sonho. A gente já sabia que seria uma potência pelo fato de falarmos sobre racismo e intolerância religiosa com tanta ludicidade”.

O filme contou com a participação de artistas importantes da Bahia como João Miguel e Carlinhos Brown. Ele estreou em Recife, em 2015, e já foi exibido em 20 estados brasileiros. A produção ganhou projeções também fora do país e já foi vista em outras dez nações.

A primeira animação
Em 2017, é comemorado o centenário da animação no Brasil. De acordo com a Associação Brasileira do Cinema de Animação (ABCA), em 22 de janeiro de 1917 foi lançado o curta “O Kaiser”, de Álvaro Marins, o primeiro filme do gênero no país.

O filme tem como protagonista o Imperador Guilherme II. Para mostrar seu poder sobre o mundo, o personagem tira o seu capacete e o coloca sobre o globo terrestre, mas este cresce, se revolta e termina por engolir o líder alemão.

A obra não foi preservada, como muitos outros filmes antigos. Em 2013, foi produzido o documentário “Luz Anima Ação”, do diretor Eduardo Calvet, buscou contar a história desta animação.

A partir de um fotograma que não se perdeu, Calvet convidou oito animadores brasileiros para recriar o curta. O resultado, que pode ser visto a seguir, mistura diferentes técnicas de animação e é uma homenagem a Marins e ao cinema brasileiro.

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021