Tags:, , ,

Máquinas reunidas

- 22 de outubro de 2014

Mário Pinho

Chama a atenção nas ruas carros colados ao chão, com gigantescas rodas, faróis super luminosos e som extravagante. São os chamados “modificados”, segmentos de veículos que perdem suas configurações de fábrica em nome da esportividade e da preferência dos seus donos.

Muito além de investir em seus carros, os viciados em modificados se organizam em grupos e realizam encontros periódicos nos quais expõem os seus veículos. Os grupos são divididos entre os clubes e as equipes, que se diferem exclusivamente por questões de padronização. Os clubes geralmente reúnem veículos do mesmo modelo e montadora, como o Clube do Opala, Corsa Clube e Clube do Fusca. Lá os carros não precisam ser necessariamente modificados. A paixão está no modelo do veículo.

A equipe Brothers presente em um dos encontros

Já as equipes são geralmente formadas por regiões geográficas ou afinidade e reúnem carros nitidamente modificados. Marcos Souza é líder da equipe dos Brothers. Ele conta que o grupo foi criado antes mesmo dele ter um carro. “Eu já era fixado em carros rebaixados. Via uma roda diferente na rua e meus olhos já brilhavam. Foi daí que juntei alguns amigos do meu bairro e formamos a nossa equipe. Com o tempo todos foram comprando seus carros e modificando. Hoje já somos sete”, relata, orgulhoso do seu Gol G5. Em Salvador, existem cerca de 10 equipes, estando entre as principais: Família 69, Atitude, Clandestinos e Escuderia 071.

Leia mais
Um vício que custa caro
Modificar é permitido, veja como fazer 

A história de Marcos é semelhante a de Thiago Dantas, principal organizador dos encontros. Ele revela que não possuía um carro quando organizou o primeiro evento, aos 20 anos de idade. “Foi engraçado ver todos chegando e perguntando onde estava a minha máquina”. Hoje com 26 anos e com o seu sexto carro – todos modificados -, orgulha-se ao ver cada novo veículo estacionando durante os encontros. “Eu me lembro de quando era criança e ficava da janela com olhos fechados ouvindo o barulho dos carros e adivinhando quais eram. O prazer que eu sinto organizando isso aqui não tem preço”, desabafa.

Thiago é gestor da página Salvador Street Cars, a mais curtida do segmento no Facebook. Por lá ele divulga as datas dos encontros e expõe fotos de alguns carros, memes e outras publicações referentes ao assunto. Segundo ele, o evento nunca enfrentou problemas com a polícia e a Transalvador. “Não estamos fazendo nada de errado. Meu objetivo é que a galera se encontre, mostrem seus carros, troquem informações e façam amizades. Sempre alerto a todos quanto ao som e as manobras perigosas que um ou outro costuma fazer. Não somos bagunceiros, somos apaixonados”, explica.

Além de encontros, as equipes também participam de carreatas e promovem ações beneficentes. Algumas delas cobram mensalidades que são revertidas em adesivos de identificadão, camisetas e materiais para sorteios. Os eventos acontecem periodicamente em diferentes locais de Salvador e são divulgados através das páginas das redes sociais dos organizadores.

O encontro da Salvador Street Cars, organizado por Thiago, foi pauta do programa Carros Mais. Acompanhe a matéria através do vídeo abaixo, no trecho entre 0:50 e 4:25.

Ciência e Tecnologia

Em defesa da ciência

Sal e álcool ajudam mesmo gelar a cerveja mais rápido? “A ciência explica”, diz o clichê. Neste 8 de julho, no entanto, a ciência dá uma pausa nas explicações para comemorar. Por força das leis 10.221/2001 e 11.807/2008, a data marca o Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador. Pensados como uma […]

Thiago Freire - 9 de julho de 2018

Comportamento

Brasileiros abusam do humor dos memes em momentos de tensão

Ultimamente esse ditado popular não parece fazer muito sentido para os brasileiros, pois eles fazem questão de provar que uma coisa não elimina a outra através da produção de memes. Se é trágico, pode ser muito cômico, sim! No final de maio deste ano, os caminhoneiros pararam o Brasil com uma greve que durou mais de […]

Rafaela Souza & Victor Fonseca - 3 de julho de 2018

Empreendedorismo na Bahia

Empreendedorismo baiano: Yes, nós temos tecnologia

Em sua segunda edição na Bahia, que aconteceu entre os dias 17 e 20 de maio, a Campus Party (CPBA) reuniu, além de palestrantes, cientistas e apaixonados por jogos e inovações, uma série de pessoas que resolveram empreender e mostrar seus projetos no espaço Startups & Creators. O espaço possibilitou que vários empreendedores apresentassem ao […]

Rafaela Souza, Victor Fonseca - 11 de junho de 2018

Educação

Bahia tem segundo menor investimento em educação por aluno

A Bahia tem o segundo menor investimento por aluno da rede estadual do Brasil. Em 2017, o estado investiu apenas R$ 3.837,51 por aluno da educação básica. Entre os 13 governos estaduais que declararam o investimento em educação básica de 2017 ao Governo Federal, apenas o Pará gastou menos com cada aluno: R$ 3.626,41. O […]

Cícero Cotrim e Yasmin Garrido - 6 de junho de 2018

Justiça

Metade dos presos na Bahia não foram julgados

Um dos grandes desafios do sistema carcerário brasileiro na atualidade é a quantidade de presos provisórios que o integram. A morosidade do judiciário e a política de segurança pública voltada para encarcerar colaboram com a situação daqueles que sequer tiveram direito a um julgamento e uma condenação, mas foram privados de liberdade. Por meio do […]

Cícero Cotrim e Yasmin Garrido - 9 de julho de 2018

Copa

Copa nas ruas

O mês de junho, tradicionalmente, é um mês de festa na região Nordeste. Os festejos da época para as comemorações dos dias de São João (24) e São Pedro (29) deixam as ruas da capital e do interior mais enfeitadas. As portas das casas, as avenidas, as calçadas, todas são cobertas com as decorações típicas […]

Luís Felipe Brito, José Cairo e Felipe Iruatã - 3 de julho de 2018

Doação de sangue

Doadores de sangue são convocados para o campo

O mês de junho é mês de São João, férias escolares, Copa do Mundo e… Junho Vermelho. A campanha nacional, promovida pelo Movimento Eu Dou Sangue, tem como objetivo conscientizar pessoas a respeito da doação de sangue e aumentar os níveis dos bancos sanguíneos, que enfrentam dificuldades durante todo o ano.  Com a alta movimentação […]

Luana Lima, Marina Matos - 3 de julho de 2018