Tags:, , , , , , , , , , , ,

Em defesa da ciência

Thiago Freire - 9 de julho de 2018
Ildeu Moreira, presidente da SBPC

Ildeu Moreira, presidente da SBPC

Sal e álcool ajudam mesmo gelar a cerveja mais rápido? “A ciência explica”, diz o clichê. Neste 8 de julho, no entanto, a ciência dá uma pausa nas explicações para comemorar. Por força das leis 10.221/2001 e 11.807/2008, a data marca o Dia Nacional da Ciência e o Dia Nacional do Pesquisador. Pensados como uma homenagem à fundação da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), os dias nunca tiveram destaque. Mas este ano a data será lembrada em diversas cidades do país, por um motivo especial: a ciência pede socorro!

“(A data) não têm sido comemorada desde que foi aprovada. Mas vamos passar a fazer isso, pois a ideia é mostrar a
importância da ciência e denunciar o quadro grave de cortes orçamentários que essa área está sofrendo”, afirma o físico Ildeu Moreira, presidente da SBPC, entidade que completa 70 anos. O orçamento do Governo Federal para a área tem sido reduzido desde 2014, com quedas drásticas após 2015. Está previsto que, este ano, o governo Temer invista pouco mais de um terço do que o montante de 2011, já corrigido para a inflação. “É completamente absurdo, é catastrófico”, brada Moreira.

O impacto da falta de recursos já está sendo sentido e há pesquisas paralisadas, segundo o presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), o também físico Luiz Davidovich. Diversos equipamentos de laboratório estão obsoletos, faltam insumos para as pesquisas e jovens pesquisadores estão deixando o país. “É uma situação muito grave, que representa uma estrada de alta velocidade em direção ao passado. É um grande retrocesso para o país”, lamenta.

 

 

Por que isso é importante?

Luiz Davidovich

Luiz Davidovich, presidente da ABC
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Engana-se quem pensa que ciência serve apenas para “inventar o futuro” ou construir grandes projetos ultra-tecnológicos. Ou ainda que são trabalhos universitários sem importância para a vida fora da academia. A ciência pode sim fazer diferença no presente e em qualquer âmbito da vida humana. “É graças à ciência desenvolvida aqui no Brasil que nós temos segurança alimentar, que nós temos saúde de alto nível. Por exemplo, a ciência permitiu o enfretamento da epidemia de Zika recentemente”, cita Luiz Davidovich. Um dos laboratórios que pesquisa a Zika, inclusive, não tem dinheiro nem para tubos de plástico.

Ainda de acordo com o presidente da ABC, todas as áreas da ciência estão sendo prejudicadas pela escassez de recursos, mas a preocupação é maior com aquelas que afetam a qualidade de vida da população e o desenvolvimento do país, como saúde, alimentos, energia, agricultura, petróleo e gás. “Você leva muitas décadas para criar um quadro científico relevante como nós temos no Brasil. Mas para destruí-lo é muito rápido. Então essa é a nossa preocupação”, resume Davidovich.

 

 

Cientistas baianos protestam no 2 de Julho

Na Bahia, além dos cortes federais a ciência também sofre com o governo do estado. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), que é o vetor de financiamento do Poder Executivo, simplesmente parou de funcionar por falta de recursos. O órgão ainda não pagou os aprovados no edital de 2015, tampouco realizou novos editais. Por causa da situação delicada com os dois governos, os cientistas baianos resolveram antecipar o Dia Nacional da Ciência, saindo em protesto no tradicional desfile do 2 de julho.

Vestidos com uma camiseta azul marcada com o mote “Em Defesa da Ciência”, cerca de 200 cientistas acompanharam o cortejo que simboliza o heroísmo baiano na luta pela independência. “Resolvemos usar essa data para mostrar para a população o valor da ciência. Há uma diminuição contínua de recursos nos últimos anos, precisamos chamar a atenção da sociedade e cobrar dos Três Poderes”, discursa o presidente da Academia de Ciências da Bahia (ACB), o químico Jailson Andrade.

Cientistas no 2 de julho

Foto: Milena Teixeira/CORREIO

A ACB foi a entidade que organizou o ato, que contou ainda com representantes das academias baianas de Letras, Medicina e Medicina Veterinária; da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); das quatro universidades estaduais; dos dois institutos e quatro universidades federais do estado. Os presidentes da SBPC e ABC também estiveram presentes.

 

Na Ufba, o pior está por vir

Olival Freire, pró-reitor da Ufba

Olival Freire, pró-reitor da Ufba
Foto: Léo Chaves/Revista Fapesp

A Universidade Federal da Bahia (Ufba), principal polo de pesquisa do estado, continua produzindo, ainda que meio cambaleante. A situação, no entanto, vai piorar. A avaliação é do pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, o físico Olival Freire Jr. “A dificuldade maior ainda vem adiante, porque a pesquisa de laboratório que depende de insumos químicos e biológicos, eu diria que boa parte dos grupos tinham projetos com o CNPq, com a Fapesb, e esses recursos (já recebidos) acabaram ou estão acabando”, analisa. “Acho que o drama maior virá nos próximos três a seis meses”, prenuncia o pró-reitor.

Segundo Freire Jr., um dos principais programas afetados foi o dos INCTs – conjunto de grupos de pesquisa para criar uma rede nacional de referência em áreas estratégicas da ciência. Dos aprovados pelo CNPq, financiador do programa, a Ufba liderava oito deles. “Já na primeira rodada, alguns dos aprovados foram deixados de lado, como o das DSTs e AIDS. E as políticas públicas de combate a AIDS estão na iminência de serem consideradas ineficientes, pois a doença está ressurgindo no Brasil”, aponta. Outro que não recebeu financiamento foi o de Tecnologias da Saúde.

Os seis INCTs restantes – nas áreas de geofísica do petróleo, energia e ambiente, doenças tropicais, ecologia e evolução, democracia digital e oceanografia – estão recebendo muito menos recursos do que o prometido, segundo o pró-reitor da Ufba. “Tem chegado recursos para bolsas e viagens, mas não para compra de equipamentos. E a contrapartida que seria dada pelo Estado da Bahia, através da Fapesb, nada foi pago ainda”, denuncia Freire Jr.

Outra grande dificuldade sentida pelo pró-reitor da Ufba foi a redução, de 70% em relação a 2014, das verbas de custeio dos programas de pós-graduação. “Entre outras coisas, essa verba serve para custear apresentações de trabalhos em congressos. Na atividade científica, não adianta ter um grande resultado, é preciso divulgar. E o primeiro caminho é a apresentação desse resultado em algum evento. Sem mobilidade nacional e internacional, não há divulgação científica”, lamenta.

 

Entenda o orçamento da ciência

Inforgráfico

 

Protestos em defesa da ciência

Em 2017 houve forte mobilização de pesquisadores, professores e estudantes contra os cortes na ciência. O governo Temer tinha anunciado um orçamento minúsculo para 2018. Deputados se juntaram à causa e houve até um movimento chamado Conhecimento sem Cortes, que tinha um contador em seu site, o tesourômetro. No fim, o governo recuou e deixou o orçamento quase no patamar de 2017, ainda com cortes.

Veja abaixo a programação da SBPC, em diversas cidades, para o Dia Nacional da Ciência 2018:

01/7 – Fortaleza – Ciência no Parque;
02/7 – Salvador – Dois de Julho em Defesa da Ciência;
08/7 – São Paulo, no Instituto Moreira Salles, Av. Paulista;
08/7 – Rio de Janeiro, em frente ao Museu Nacional;
08/7 – Belo Horizonte, Espaço do Conhecimento, na UFMG;
08/7 – Recife/Olinda, no Espaço Ciência;
08/7 – Belém, na Faculdade de Eng. Mecânica, na UFPA;
12/7 – Brasília, Marcha para a Ciência ao Congresso Nacional.

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021