Tags:, , , ,

Dados sobre a fé dos baianos indicam pluralidade

- 4 de outubro de 2016

Estatísticas reforçam a imagem da  Bahia como palco para a diversidade de crenças 

Luana Silva | Foto: Alberto Coutinho/AGECOM. Infografia: Luana Silva

“Miscigenado, ecumênico e religiosamente sincretizado” diz a  um trecho da canção Sincretismo Religioso, de Martinho da Vila, para evidenciar a diversidade de culturas que influenciou a formação do povo brasileiro, principalmente, no que diz respeito à religião. Especialmente na Bahia, as tradições religiosas estão presentes no dia-a-dia dos habitantes. Que atire a primeira pedra aquele que nunca ouviu falar que em Salvador há uma igreja para cada dia do ano. Porém a realidade já ultrapassou esse número. Segundo a Arquidiocese de  São Salvador, há hoje na cidade um total de 372 igrejas, algumas delas entre os pontos turísticos mais visitados da cidade (como a Igreja de São Francisco, a Igreja do Bonfim e a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia). Esse número, entretanto, só representa a religião católica. A pluralidade de religiões existentes na Bahia é significativa e a associação entre práticas religiosas é só uma prova disso. O Impressão Digital fez um mapeamento das religiões que possuem maior visibilidade na Bahia.

Pluralidade

Apesar de o Brasil ser um país laico, ainda há uma forte tradição católica, fruto da colonização portuguesa. Assim, 64% dos brasileiros se declaram católicos. Na Bahia, não é diferente. Mais da metade da população (65,3%) segue o catolicismo. No Estado, a microrregião com mais adeptos do catolicismo é Livramento do Brumado: 91,26% da população. Mas, de acordo com o  IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – no censo realizado em 2010, nota-se que quanto mais próximo da capital, o local tem menor  expressão de católicos. Na microrregião que compreende Salvador e algumas cidades da Região Metropolitana, apenas 50,23% se declaram adeptos da religião católica. Também é possível perceber que é nessa microrregião que mais se nota a presença de outras crenças: há adeptos de igrejas como a Universal do Reino de Deus e a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, além de Testemunhas de Jeová e seguidores do Espiritismo, da Umbanda e do Candomblé. Entretanto, é na microrregião de Porto Seguro que se concentra o maior número de evangélicos. No total, 78,55% da população é adepta de diversos segmentos das religiões pentecostais e neopentecostais. Em contrapartida, a microrregião de Catu reúne o maior número de pessoas que se declaram sem religião (40,15%). Observe no infográfico abaixo as religiões mais citadas nos dados do IBGE sobre a Bahia.

Música, Salvador

Segue o Som: Quais são os desafios de fazer música em Salvador?

Em dezembro de 2015, Salvador foi eleita pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como Cidade da Música. Esse reconhecimento potencializa a diversidade da cena musical soteropolitana e indica possibilidades de crescimento. Para Ricardo Rosa, produtor cultural e diretor da Ruffo Marketing, Cultura e Arte, “a gente talvez […]

Luana Lima, Marina Matos - 13 de junho de 2018

Mobilidade Urbana

BRT, uma via de mão dupla

A obra do BRT (Bus Rapid Transit) em Salvador, comandada pela Prefeitura em parceria com a empresa licenciada Camargo Correa, tem gerado uma série de polêmicas e sido alvo de críticas por uma parcela da população. Estão em pauta questões ambientais, técnicas e urbanísticas e o movimento oposicionista é heterogêneo, dele fazem parte entidades como […]

Greice Mara, Rafaela Rey e Vitória Croda - 13 de junho de 2018

Salvador

O direito de ser enterrado

Quando o auxiliar de serviços gerais Anderson Souza, 36 anos, recebeu uma previsão de até seis dias para enterrar o pai, que morreu após um ataque cardíaco, se questionou como faria para que não deixasse o corpo de Nilton Souza, 71 anos, apodrecer. Resposta essa que não lhe foi dada pela Central de Marcação para […]

Fernando Valverde - 11 de junho de 2018

Empreendedorismo na Bahia

Empreendedorismo baiano: Yes, nós temos tecnologia

Em sua segunda edição na Bahia, que aconteceu entre os dias 17 e 20 de maio, a Campus Party (CPBA) reuniu, além de palestrantes, cientistas e apaixonados por jogos e inovações, uma série de pessoas que resolveram empreender e mostrar seus projetos no espaço Startups & Creators. O espaço possibilitou que vários empreendedores apresentassem ao […]

Rafaela Souza, Victor Fonseca - 11 de junho de 2018