Tags:, , ,

Corte e costura: Paixão de infância que pode ser um bom negócio

- 14 de julho de 2015

Produtos personalizados para a cozinha são a marca do Nuna Gasbarre Atelier no mercado artesanal e atingem todos os públicos

Estela Marques

“Essa peça foi feita com muito carinho. Cuide dela da mesma forma.” A recomendação inscrita no modo de uso das peças do Nuna Gasbarre Atelier reflete todo o sentimento que existe durante a produção e pós-produção dos aventais, guardanapos de pano, jogos americanos e organizadores. Estes são apenas alguns dos itens que compõem o portfólio do ateliê. Em outubro de 2014, Bruna Gasbarre se juntou à porcentagem de brasileiros que decidem por empreender e ter seu próprio negócio.

A história do ateliê começou bem antes de ele existir. Como sempre preferiu presentear seus amigos com coisas que ela mesma costurava, Bruna notou que as pessoas gostavam porque era diferente do que viam nas lojas. “Era mais detalhado, mais bonitinho; a combinação de estampas, muito mais cuidada. Isso me incentivou logo no início e eu vi que não só as mulheres gostavam, se arrumavam para ir à cozinha, como os homens também, e os pais estimulavam as crianças”, conta.

Ao decidir montar um negócio, os desdobramentos logo surgiram: o plano de negócio, o espaço físico em casa, a matéria-prima. O nome só apareceu depois de conversas com duas pessoas diferentes. Uma amiga que trabalha com marketing sugeriu que o sobrenome Gasbarre fosse aproveitado, por ser forte, diferente e identificável. Sua maior incentivadora na costura, a avó soprou a dica de que o nome deveria ser fofo como os produtos que fazia. “Um dia veio ‘Nuna’, apelido de infância, coisa do início da minha vida. Achei que tinha tudo a ver, porque não era tão Bruna Gasbarre a pessoa, mas englobava todo esse universo do fazer, do costurar, do início da paixão pela costura e, ao mesmo tempo, era nome que achava curto e bacana para fazer etiquetas”, relembra.

Um dos itens da coleção (Foto: Reprodução/ Nuna Gasbarre Atelier)

Depois da decisão, é Nuna para lá, Nuna para cá… Tanto que Nuna já tem conta bancária e dinheiro próprios. Separar a Bruna da Nuna é uma das estratégias de administração do negócio. “É muito fácil misturar as coisas e não posso misturar porque existe custo que é específico da Nuna. Tenho que ter dinheiro para saber se eu vou fazer uma viagem, se posso sair com meu namorado, ir a um restaurante. E o recurso para comprar tecido, aviamento, é diferente”, explica Bruna. Apesar da preocupação, há coisas que são indissociáveis, como o celular e a internet da casa.

A lição veio de cursos de empreendedorismo, mas já na adolescência o sexto sentido de Bruna sugeria o comportamento. Quando estava no ensino médio, vendia bombons de chocolate e juntou dinheiro suficiente para bancar as férias em Salvador. Houve o investimento inicial da avó, quem emprestou dinheiro para começar, mas o negócio dos chocolates se retroalimentava. Apesar da experiência, Bruna não abre mão das teorias. “Quanto mais você estuda, mais você observa as experiências das pessoas, aprende mais rápido, erra menos porque pode aplicar aquilo à sua rotina. Claro que cada caso é um caso, cada modelo de negócio tem sua característica própria, mas eu sou super a favor de organizar uma coisa e outra”, observa.

Produção
O tempo de produção do Nuna Gasbarre Atelier varia conforme a variedade e quantidade de peças – modelos parecidos demoram menos tempo para ficarem prontos, já que o corte e a costura funcionam em “mini-série”. Outro fator são as horas de trabalho, condicionadas às suas atividades em um órgão público. “Sou muito independente financeiramente, então, não saberia viver sem ter meu próprio sustento. Acredito que o ateliê vai me dar retorno financeiro bacana, mas ele não é minha principal fonte de renda – e também não é um hobby”, diz.

Para cumprir os prazos de entrega e aumentar o volume de produção, Bruna já terceiriza uma pequena parte das costuras. Ainda assim, é ela a responsável por planejar coleções, escolher tecidos, comprar aviamentos e matéria-prima, compor estampas e administrar a loja virtual (catalogar, fotografar, escrever os textos dos itens). O estoque é organizado por sua irmã Giuliana Gasbarre, que também se responsabiliza pela parte da pós-produção: embalagem, perfume, tags e etiquetagem. Ao todo, já foi investido aproximadamente R$ 6 mil. No montante estão inclusos a reforma no quarto do apartamento onde funciona o ateliê; maquinários; matéria-prima, papelaria, layout do site e da marca.

Depois de prontos, Bruna comercializa os produtos na loja virtual e em feiras livres. Em 2014, quando lançou o ateliê, participou do CUBO, da Feira da Cidade e de feiras na Pituba, em Salvador, e em Vilas do Atlântico. No primeiro semestre de 2015, a participação em eventos deu espaço à regularização do ateliê. Mas já existem planos para o segundo semestre, quando devem ser lançadas coleções temáticas, como a do Dia das Crianças.

“Apesar de ser um produto artesanal, não pode fugir de um padrão de qualidade que hoje o mercado necessita. Empreender deixou de ser aquela coisa informal e amadora. Tem muita gente fazendo muita coisa e quem é amador vai estar sempre fora do mercado”, observa.

Leia mais
Com Amor, Dora: Empreendedorismo criativo feito com amor
Brasil se destaca como país com maior número de empreendedores

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021