Tags:, , , , ,

As Eleições das Fake News

Thailine Montalvão - 14 de outubro de 2018

Dados falsos, montagens de vídeos, fotos e áudios, conteúdos inverídicos foram compartilhados nesta campanha eleitoral nas redes sociais

 

As Fakes News, como já se esperava, se confirmaram como a grande armadilha das Eleições de 2018. Por meio de redes sociais, esses conteúdos, sem qualquer veracidade, são compartilhados milhares de vezes, causando um estrago sem dimensão.

Este conteúdo falso que circula nas redes sociais e nos grupos de conversa é criado de diversas maneiras e com diferentes propósitos, a partir de montagens estruturadas com textos, fotos, números, etc. Segundo o First Draft, projeto da Universidade Harvard, nos EUA, existem sete tipos de notícias falsas usados para confundir e enganar as pessoas.

Classificação dos tipos de notícias falsas

Classificação dos tipos de notícias falsas

 

Com o país em meio a uma das campanhas mais polarizadas da história, o eleitor motivado a defender seu candidato ou a tentar desqualificar o adversário não apura o que recebe, apenas repassa o conteúdo. Vira uma terra sem lei, onde difamar ou mentir é regra sem constrangimento.

 

“A polarização da disputa provocou um aumento na divulgação das fake news o que é bastante preocupante, principalmente, pelo discurso de ódio que as acompanham”, comenta o advogado Rafael Câmara, que estuda o assunto.

 

Criadas e distribuídas com a velocidade do ambiente digital, as Fake News seguem influenciando eleitores e têm sido alvo constante de várias mobilizações para tentar minimizar seus efeitos.

As fake news causam prejuízo à normalidade do processo eleitoral, uma vez que elas maculam a imagem de candidatos e induzem os eleitores a votarem não de acordo com sua consciência e capacidade crítica, mas com base em fatos inverídicos.

Segundo o analista judiciário do TRE-BA e professor de Direito da UFBA , Jaime Barreiros.

O peso dessa desinformação circulando no WhatsApp

O WhatsApp tem papel central nas eleições brasileiras de 2018. O aplicativo é o mais difundido entre os eleitores, utilizado por 66% deles, ou seja, 97 milhões de pessoas, segundo a pesquisa Datafolha divulgada esse mês. Ultrapassando o Facebook, usado por 58% dos brasileiros que votam.

Há quem diga que a campanha eleitoral no WhatsApp superou até o poder da propaganda política tradicional. É um dos fatores que explicam, por exemplo, o sucesso do candidato Jair Bolsonaro (PSL), mesmo com apenas oito segundos na TV. Ainda segundo o Instituto Datafolha, entre o seu eleitorado, a utilização do WhatsApp é a maior entre os presidenciáveis: 81% de seus apoiadores utilizam o aplicativo, enquanto que a utilização por eleitores de Fernando Haddad (PT), com quem disputa o 2º turno, é de 55%.

 

Eleitores nas Redes Sociais (Fonte: Datafolha)

Nesse vai e vem de notícias, em que o controle sobre o que é verdade e mentira e, principalmente, sobre a origem do que se compartilha é praticamente nenhum, aparece conteúdo de todo o tipo para causar confusão ao eleitor. Grupos de checagem e até mesmo alguns eleitores se viram obrigados a desmentir as mais absurdas notícias falsas.

“Sempre recebo fake news no grupo de Whatsapp da minha familia. É incrível a quantidade de desinformação que chega nesses grupos. Tento informar meus familiares sobre o que é verdade ou não, chego a perder horas do meu dia tentando desmentir esse boatos, mas está cada vez mais difícil de combater”, explicou Querem Salomão, estudante de arquitetura.

Vale ressaltar que as pessoas devem ser cautelosas antes de compatilhar esse tipo informação, dependendo do conteúdo, elas podem estar cometendo um crime.

“De acordo com o teor da mensagem falsa, a pessoa pode incidir em uma das condutas tipificadas como crime contra a honra de alguém, a exemplo, têm-se a difamação, que é quando se imputa a alguém um fato que atinja a sua reputação. E, neste contexto, tanto aquele que cria quanto aquele que reproduz um conteúdo que se qualifique como difamatório poderão responder nas esferas criminal e cível”, afirma o advogado, Rafael Camâra.

Combatendo as Fake News

No combate às fake news há desde ações de veículos de comunicação, buscando ampliar a confiabilidade da imprensa, a parcerias firmadas entre as empresas donas das plataformas digitais usadas na disseminação desse conteúdo (Google, Facebook, Twitter, WhatsApp), agências de checagem de dados e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O projeto Comprova, que reúne jornalistas de 24 diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas durante a campanha presidencial, conferiu a veracidade de aproximadamente 110 boatos sobre eleições em dois meses. Das peças analisadas, 102 são falsas e ao menos duas foram encontradas em redes oficiais de políticos.

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) na tentativa de combate à desinformação e à disseminação de Fake News no processo eleitoral, lançou o Guia “Internet, Democracia e Eleições”. A publicação elaborada para informar a população e servir como referência para formuladores de políticas públicas, membros do Judiciário e representantes de empresas de Internet, está disponível gratuitamente na internet.

No meio desse combate à desinformação, as campanhas também passaram por um processo de adaptação. No primeiro turno, dos candidatos mais bem colocados, apenas Ciro Gomes não tinha uma seção voltada ao combate das notícias falsas em seu site; os outros quatro, Bolsonaro, Haddad, Geraldo Alckmin e Marina Silva, investiram no assunto em seus sites e em páginas de redes sociais. Alguns candidatos estão recorrendo à Justiça para retirar conteúdos da internet que consideram falsos ou enganosos, entre os alvos dos processos de políticos estão páginas anônimas do Facebook, youtubers e até mesmo veículos de imprensa.

O TSE

Na Justiça Eleitoral, o tema fake news é regulado pela parte relativa à internet na resolução que disciplina a propaganda eleitoral como um todo, Resolução 23.551/2017. Pela norma, quem divulgar “fatos sabidamente inverídicos” sobre os candidatos está sujeito a ser obrigado a retirar o conteúdo do ar, mediante decisão judicial.

Página de esclarecimento do TSE sobre notícias falsas

Página de esclarecimento do TSE sobre notícias falsas (Foto: Reprodução)

Com o intuito de ajudar a esclarecer o eleitorado brasileiro sobre as fake news que vêm sendo disseminadas pelas redes sociais, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou uma página na internet.  Qualquer pessoa poderá ter acesso a informações que esclarecem boatos ou notícias que buscam confundir os eleitores, na página Esclarecimentos sobre informações falsas.

No primeiro round a vitória foi das Fake News

O 1º turno das eleições chegou ao final, com a votação do último dia 7, marcado pela vitória das fake news. Fraudes diversas nas urnas eletrônicas, manifestantes brasileiros nus protestando em Nova York, confisco da poupança por candidatos e ataques à religião, entre outras notícias falsas, movimentaram as redes sociais e aplicativos de mensagem dos eleitores.

Na lista abaixo, selecionamos algumas das principais “fake news” das eleições que circularam neste primeiro turno. Confira:

  • Em 2018, o tempo de campanha foi o menor, apenas 45 dias. No entanto, o volume de fake news foi enorme.
  • Não houve manifestação com pessoas peladas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Uma foto que viralizou no Facebook foi, na verdade, tirada em Melbourne, na Austrália, há quase 17 anos. (FOTO: Reprodução / Comprova)
  • É falsa a afirmação de que mamadeiras com bico de borracha em formato de pênis foram distribuídas em creches para combater a homofobia. (FOTO: Reprodução / Comprova)
  • É falsa a informação de que o general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL), propõe o confisco da poupança caso a chapa vença a eleição deste ano. (FOTO: Reprodução / Comprova)
  • É falsa a informação de que votar apenas para presidente da República e escolher a opção branco para os demais cargos em disputa, faz com que o voto do eleitor seja anulado. (FOTO: Reprodução / Comprova)
  • Não é verdade que Manuela D´Ávila (PCdoB), candidata a vice-presidente da República na chapa de Fernando Haddad (PT), utilizou uma camisa com a frase "Jesus é Travesti" e com um ícone de arco-íris. (FOTO: Reprodução / Comprova)
  • Não é verdade que o apresentador do SBT, Ratinho, vá entrevistar o candidato Jair Bolsonaro (PSL), no dia 4 de outubro, quinta-feira. (FOTO: Reprodução / Comprova)

Especial

Guerra da Água

No cerrado baiano, o agronegócio impacta a sobrevivência das comunidades tradicionais. A reportagem em áudio conta como a população de Correntina, no oeste da Bahia, tem sofrido ameaças e resistido à disputa por água em seu te Dê play e saiba mais sobre essa história. Material produzido a partir da proposta de pauta vencedora da […]

Leonardo Lima e Luísa Carvalho - 13 de dezembro de 2021

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Gabrielle Medrado, Gustavo Arcoverde, Marcela Villar e Rafaela Dultra Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurânça

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021