Tags:, ,

Sem registro, Partido Pirata já sonha com vaga na Câmara

- 5 de fevereiro de 2014

Movimento, que já atua em mais de 60 países, surgiu em 2007 no Brasil, e tem como principal bandeira a liberdade nas trocas de dados pela internet. Para analistas, projeto é “utópico” e “tem grandes chances de morrer na praia”

Texto: Caroline Prado
Fotos: Divulgação 

Eles não usam tapa-olho, muito menos têm ganchos no lugar das mãos. Os piratas do século 21 continuam a navegar, mas na web e com destino ao poder. Surgido em 2007 com o objetivo de trazer, às terras de cá, um movimento atuante em mais de 60 países, o coletivo Partido Pirata do Brasil, que defende bandeiras como a liberdade intelectual e o direito à privacidade na internet, batalha para se firmar como legenda oficial na estrutura política do país.

“Copiar não é roubar. Se você roubar minha bicicleta, eu vou ter de andar de ônibus. Mas se você copiar minha bicicleta, eu vou ficar com a minha e você vai ter outra para você”. A frase, que ocupa a primeira página da cartilha explicativa produzida pelo grupo, precedida da tradicional saudação “ahoy!”, resume bem os ideais dos novos piratas.

Segundo o estudante baiano Kristian Pasini, 2º secretário-geral da pretensa sigla, o PPBr – como já se chamam – é totalmente a favor do livre compartilhamento de cultura e informação – e aí estão inclusos livros, filmes, CDs, pesquisas acadêmicas, etc –, não só na web como em quaisquer meios de comunicação, além de lutar contra os sistemas de propriedade intelectual, como copyright e patentes.

“Nossa proposta não é legalizar a pirataria como atividade comercial. O Partido Pirata defende todas as praticas de compartilhamento não lucrativas. Queremos realizar reformas na lei dos direitos autorais, de forma que artistas e criadores de conteúdo possam ser beneficiados sem que intermediários – como gravadoras e editoras – sejam os maiores favorecidos com as restrições”, explica Pasini. “Também somos contra o sistema de patentes e a favor do domínio público. Acreditamos que o registro é contrário à inovação tecnológica, porque os altos custos de manutenção inibem de pequenas iniciativas”, completa.

Mas, para criar, de fato, um partido, os quase sempre jovens tripulantes do navio precisam coletar 500 mil assinaturas de possíveis filiados. Com forte campanha on-line para alcançar o objetivo, Pasini anuncia que a ideia, para Salvador, é eleger pelo menos um vereador nas eleições municipais de 2016. “Ainda estamos preparando toda a logística, mas uma vaga na Câmara já vai ser uma grande conquista”, torce.

Os piratas, porém, têm grandes chances de morrer na praia, na opinião da cientista política e professora da Ufba Ana Alice Alcântara. “A internet mobiliza, mas isso não basta. Há todo um processo legal que não implica só vontade, mas envolvimento burocrático. Uma coisa é você realizar um abaixo-assinado pelo computador, outra totalmente diferente é recolher assinaturas oficiais, com número do título de eleitor. Veja a Rede Sustentabilidade, por exemplo, mesmo com o nome forte de Marina Silva, não conseguiu se tornar partido”, pondera, ao citar o grupo capitaneado pela ex-senadora, que não conseguiu o número suficiente de nomes de apoio para disputar as eleições deste ano.

Piratas reunem-se em (onde?) nas manifestações pela redução da tarifa do transporte público. Foto:

Mesmo se conseguir avançar, o PPBr, na análise da especialista, dificilmente promoverá as mudanças que tanto propõe, mesmo em âmbito municipal. “Um vereador só não faz verão. É preciso ter maioria na Câmara. Para aprovar qualquer projeto será preciso forçar alianças e, nessa hora, eles vendem a alma”, prevê a professora.

Utopia – Mas não é o que pensam os integrantes e simpatizantes do coletivo. O estudante Diógenes Ribeiro, por exemplo, diz não ter dúvidas de que o Partido Pirata “vai explodir em 2016”. “As oligarquias e os poderes atuais irão tremer nas suas bases. A nau do poder será tomada pelo povo”, vislumbra, otimista.

Já o desenhista Jay Polini, que afirma “nunca ter defendido um partido político antes”, conheceu o PPBr através de uma matéria de jornal e já se põe a postos para concorrer a uma vaga, pela sigla, na Câmara Municipal de Atalanta, em Santa Catarina, onde mora, no pleito de 2016.

Para ele, as manifestações de massa ocorridas em junho e julho de 2013 no Brasil foram uma espécie de “preparação” para o maremoto pirata que prevê para os próximos anos. “O interesse das pessoas por política aumentou, em geral. Acho que isso irá atentar a população para a descoberta de novas possibilidades democráticas.”

Mais cético, o economista Everton Esdras, também simpatizante do projeto, acredita que o grupo precisa ter paciência e não pensar, pelo menos agora, em eleições. “É um partido nascente e precisa fazer o trabalho de base, de formar uma comunidade organizada ao seu redor para conseguir um mandato saudável em outras oportunidades”, opinou.

Na opinião do sociólogo Rodrigo Saturnino, que publicou artigo sobre o assunto no ano passado, a política pirata – liberal, participativa e transparente – tem certo caráter utópico, que resulta de um período de crise da experiência democrática no país.

“O surgimento desse tipo de movimento vem na esteira, não só da insatisfação com os privilégios que a lei concede ao interesse privado na administração da ‘coisa pública’, como também da incompetência voluntária e o olhar vazio do Estado na concretização da comunicação como um bem essencial”, opina. E completa: “a formalização partidária concentrada ao redor da comunicação e da informação, e consequentemente em torno da organização do saber e dos direitos civis, como a privacidade e o anonimato, representa a urgência de superação desta contínua incapacidade estatal em efetivar não só este direito, mas outros tantos, antigos e novos, tendo em conta que esta é única razão da sua existência”.

Editorial

Investigação participativa: reportagens que colocam o leitor no centro da história

Profa. Lívia Vieira As 13 reportagens multimídia feitas pela turma de Oficina de Jornalismo Digital em 2021.2 tiveram como base o conceito de investigação participativa. O termo, que em inglês é conhecido como engagement reporting, foi discutido em uma aula especial que tivemos com Giulia Afiune, editora de Audiências da Agência Pública. Na ocasião, Giulia […]

Profa. Lívia Vieira - 2 de dezembro de 2021


Racismo religioso

Salvador ainda é um ambiente inseguro para os praticantes de religiões afro

Dentro de casa ou no trabalho, praticantes de religiões de matrizes africanas relatam dificuldades na tentativa de exercer seu direito ao culto religioso. Expressões depreciativas, ataques a terreiros, xingamentos e até agressões. É assim que o racismo religioso se traveste de “opinião” em diversas partes do Brasil – incluindo Salvador, – uma das cidades mais […]

Josivan Vieira e Gabriele Santana - 1 de dezembro de 2021

Meio Ambiente

Salvador, primeira cidade planejada do Brasil, sofre com falta de infraestrutura

Habitantes de Salvador relatam problemas dos bairros onde vivem e denunciam falta de assistência do poder público. Os moradores de Salvador têm orgulho de dizer que vivem na primeira capital do Brasil. De propagandas até conversas em mesa de bar, soteropolitanos e pessoas que adotaram a cidade do axé e do dendê se gabam de […]

Brenda Roberta, Inara Almeida e Maysa Polcri - 1 de dezembro de 2021

Direito ao transporte

Assaltos a ônibus assustam população de Salvador

Cidadãos que dependem do transporte público relatam a experiência de insegurança cotidiana, embora Secretaria de Segurança Pública afirme que houve redução no número de assaltos a ônibus. Por Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar Oliveira Os assaltos a ônibus são uma constante e assustam a população de Salvador que depende do transporte público para seguir […]

Gilberto Barbosa, Leonardo Oliveira e Cesar O. - 1 de dezembro de 2021

Direito à Cultura

Consumo de livros digitais aumenta e obras físicas têm baixa durante pandemia de Covid-19

Especialistas explicam que pandemia impulsionou mudança em formato de leitura. Por Adele Robichez, Felipe Aguiar, Nathália Amorim, Vinícius Harfush Um levantamento realizado pela reportagem em Salvador indicou que as pessoas passaram a consumir mais livros no formato digital durante a pandemia de covid-19. Segundo a pesquisa, que selecionou 68 moradores da capital para responder perguntas […]

Adele R, Felipe A, Nathália A, Vinícius H - 1 de dezembro de 2021

Economia criativa

Os desafios de viver de arte durante a pandemia

Assim como nós humanos, a economia foi imensamente impactada pelo distanciamento social, mas, felizmente, uma possível vacina para curar o problema já existe, e se chama criatividade. Não é exagero afirmar que nenhum brasileiro e nenhuma brasileira escapou ileso dos diversos e inesperados desafios vividos nos anos de 2020 e 2021. E eles têm um […]

Paulo Marques - 1 de dezembro de 2021

Direito à religião

Comunidades de matriz africana lutam por prática religiosa em espaços públicos de Salvador

Intervenções em locais comunitários preocupam terreiros que dependem da vegetação natural para exercer cultos Por Geovana Oliveira, Luana Lisboa, Victor Hugo Meneses e João Marcelo Bispo Até hoje, a vodunsi Mãe Cacau se emociona ao falar sobre o início das obras para a Estação Elevatória de Esgoto na Lagoa do Abaeté. Quando as máquinas chegaram […]

Geovana, Luana, Victor Hugo e João Marcelo - 1 de dezembro de 2021

Ordem de despejo

O caso da comunidade do Tororó, em Salvador, e a violação do direito à moradia

Moradores recebem ordem de despejo da localidade que está sendo especulada para construção de um estacionamento de um novo Shopping Center “Como os moradores são quase todos do mercado informal, a prefeitura ligava para eles e oferecia dinheiro. Como estavam todos sem dinheiro, começaram a negociar com a prefeitura. Nisso, com quem já tinha negociado, […]

Álene Rios, Júlia Lobo e Thainara Oliveira - 1 de dezembro de 2021

Cinema de rua

Histórias de quem viveu o cinema de rua de Salvador

Entenda o que aconteceu entre a época de ouro do cinema de rua e a expansão das grandes redes Tomar um café enquanto espera o horário do filme, entrar numa sala de cinema pequena, com menos de 100 lugares, para assistir a uma produção nacional. Esse ritual, muito comum até a década de 1990, é […]

Carol Cerqueira, Catarina Carvalho e Maria Andrade - 1 de dezembro de 2021

Direito à mobilidade

Pessoas com deficiência denunciam falta de acesso ao transporte de Salvador

Falta de fiscalização afeta funcionamento de elevadores em coletivos. Cadeirante desde 2014 após uma tentativa de assalto, o baiano Luan Veloso, 32, é paracanoísta profissional e terceiro colocado no ranking dos melhores do Brasil na maratona de sua categoria, a KL1, na qual atletas utilizam como força principal os braços. Fora das águas, no entanto, […]

Gabrielle Medrado,Gustavo Arcoverde,Marcela Villar - 1 de dezembro de 2021

RAP em Salvador

O ritmo não para: batalhas de rima movimentam a cultura nas comunidades

Batalhas de rap voltam a acontecer em Salvador após suspensão causada pela pandemia de Covid-19 Após quase um ano e meio da pandemia de Covid-19, o setor artístico e cultural soteropolitano começou a tomar fôlego com a última fase de retomada das atividades econômicas, decretada pela prefeitura da capital baiana no dia 9 de julho […]

Danielle Campos, Kamille Martinho, Renata Falcone - 1 de dezembro de 2021

Direito à Segurança

Não vá que é barril: A violência contra motoristas de aplicativo em Salvador

“Foi quando ele pegou a arma e apontou na minha cara, aí foi complicado”. Estamos na rua Candinho Fernandes, Fazenda Grande do Retiro, Salvador. São 8h30 da noite do dia 23 de dezembro de 2019, perto da véspera de Natal. Anselmo Cerqueira, que é motorista por aplicativo, está com o carro estacionado. Dois homens se […]

Adriano Motta, Lula Bonfim e Victor Lucca Ferreira - 1 de dezembro de 2021

Gerar problemas não é saudável

Consumidores relatam transtornos e dificuldades com planos de saúde

Mensalidades  subiram  quase 50% este ano, conforme aponta um levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Por Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama No dia 25 de Março, Maria*, grávida de cinco meses, precisou ser encaminhada às pressas para o Hospital Santo Amaro. Ao chegar lá, precisou realizar uma cesária de […]

Andressa Franco, Everton Ruan e Laisa Gama - 1 de dezembro de 2021